Codoenses não estão nem aí para a biometria e escola tem ficado vazia

Os codoenses não estão aproveitando o serviço extra de recadastramento biométrico oferecido na escola Ananias Murad, disponibilizado pelo Tribunal Regional Eleitoral após inúmeras reclamações feitas pela imprensa e por políticos.

Já tínhamos ouvido do juiz eleitoral Rogério Rondon, da 69ª zona eleitoral, que à tarde, principalmente, os servidores estão ficando ociosos por causa da falta de pessoas interessadas em fazer o recadastramento.

Estive no local para verificar a situação e, realmente, a imagem que gravei diz tudo. O juiz tinha razão em sua preocupação.

É fato que há um prazo para que a estrutura seja deslocada para outro município. Ouvindo servidores no local, nos informaram que a biometria na escola Ananias Murad ficara´disponível só até o dia 17 de dezembro.

Depois desta data, só funcionará o Fórum Eleitoral (CARTÓRIOS) da rua Cônego Mendonça.

Está na hora de uma mobilização maior por parte da imprensa no sentido de informar a necessidade do recadastramento e por parte dos próprios políticos que tanto reclamaram por uma estrutura de apoio como a montada na referida escola.

O número de recadastrados, até agora, não chega ao número de votos que um só candidato a prefeito levou na última eleição.

Situação vai ficar crítica ano que vem, se continuar assim.

Um comentário sobre “Codoenses não estão nem aí para a biometria e escola tem ficado vazia”

Deixe um comentário