Confira a programação do Outubro Rosa em Codó

A Prefeitura Municipal de Codó, junto a Secretaria Municipal de Saúde e Programa Saúde da Mulher, convida as mulheres codoenses em geral, a comparecerem nas Unidades Básicas de Saúde de seus referidos Bairros para participarem da campanha Outubro Rosa 2015, onde terão atendimentos diversos direcionados para a prevenção do câncer de mama e câncer do colo de útero.

Equipe Outubro Rosa Codó
Equipe Outubro Rosa Codó

Lembramos que a campanha acontecerá do dia 01-10 a 31-10-201Convidamos você a fazer parte desta mobilização em favor da vida participe

Lembre-se prevenir é o melhor remédio

Atenciosamente,

Regina da Silva Pereira

Coordenadora Saúde da Mulher.

 CALENDÁRIO DAS AÇÕES DA CAMPANHA OUTUBRO ROSA 2015

DATA EVENTO LOCAL BAIRRO/LOCALIDADE
07/10/14 Ação Educativa

Equipes: Saúde

Da Mulher com enfermeira Ana Alice + médico ginecologista

Equipe da Vigilância: Imunização do HPV, nas meninas de faixa etária de 09 a 13 anos. Equipe CTA.

U.B.S Sebastião Reis

 

 

 

Codó Novo
14/10/2015 Ação Educativa

Equipes: Saúde

Da Mulher com enfermeira Ana Alice + médico ginecologista

Equipe da Vigilância: Imunização do HPV, nas meninas de faixa etária de 09 a 13 anos. Equipe CTA.

Caravana estará no Vila

Camilo

 

São Raimundo
21/10/2015 Ação Educativa

Equipes: Saúde

Da Mulher com enfermeira Ana Alice + médico ginecologista;

Equipe da Vigilância: Imunização do HPV, nas meninas de faixa etária de 09 a 13 anos. Equipe CTA.

U.B.S Maria Ferreira São Francisco
30/10/2015 Ação Educativa

Equipes: Saúde

Da Mulher com enfermeira Ana Alice + médico ginecologista

Equipe da Vigilância: Imunização do HPV, nas meninas de faixa etária de 09 a 13 anos. Equipe CTA.

 

U.B.S Cajazeiras

 

Cajazeiras

Departamento de Saúde da mulher (Secretaria Municipal de Saúde)

Regina Pereira (Coord. do Programa de Atenção em Saúde da Mulher)- tel: 99- 81052187

Ana Alice (Enfermeira do Programa de Atenção em Saúde da Mulher) tel: 99-981701426

Um comentário sobre “Confira a programação do Outubro Rosa em Codó”

  1. Essa postagem abaixo eu copiei de um comentário feito pelo Cascagrossa no blog do de sá.

    Do Blog do FP

    Demorou, mas os esqueletos começaram a sair do armário. O Tribunal de contas do estado – TCE – julgou irregulares, na sessão de 2 de outubro, diversas prestações de contas do primeiro ano da gestão Zito Rolim, no já distante 2009. São despesas milionárias que deixaram de ser comprovadas. O dinheiro foi gasto e não foi mostrado seu verdadeiro uso.

    Agora, compreende-se o motivo de tanta relutância por parte de Zito, em prestar contas de seus gastos. As condenações ocorrerão em diversos processos. Neste post vamos nos ater a apenas dois. O primeiro, da Secretaria de Ação Social comandada pela filha de Zito, Cinthya Torres Rolim. O outro, da Secretaria de Educação, na época, dirigida pelo professor Jacinto Pereira Sousa Júnior.

    No Processo nº 2656/2010-TCE/MA o Tribunal julgou irregulares as contas de Cinthya Rolim, em razão de “atos de gestão ilegal, ilegítimos ou antieconômicos”. Resultado de “infrações às normas legais e regulamentares de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional ou patrimonial”, causando dano ao erário.

    Em um dos casos, houve ausência de publicação do edital da licitação em jornal de grande circulação e no Diário Oficial do Estado do Maranhão. A prefeitura realizou compras através de licitações feitas na calada da noite, entre quatro paredes. Sem o conhecimento de nenhum interessado ou concorrente. Nestes casos clássicos de irregularidade, ganha quem o prefeito quiser. É um jogo de cartas marcadas. Neste processo, a filha do prefeito Zito Rolim vai ter que pagar multas que somam R$ 144.786,00.

    Já no Processo nº 2657/2010-TCE/MA, o Tribunal julgou que o professor Jacinto Pereira Sousa Júnior praticou “infrações às normas legais e regulamentares de natureza contábil, financeira e orçamentária”. Ele foi condenado ao pagamento de R$ 299.272,74 em multas.

    Naquele ano, houve o caso de irregularidades no procedimento de Dispensa n.º 025/2009, para aquisição de gênero alimentício. As provas deste processo mostram que a prefeitura comprou R$ 189.884,00 em merenda sem fazer a licitação. A prefeitura escolheu o fornecedor que quis e ainda deu o adiantamento que desejava. Os pagamentos foram realizados também através de notas fiscais sem Autenticação. Esta suposta compra de merenda escolar teve como fornecedor uma empresa de nome Diplomata Distribuidora. O pagamento se deu através três notas: a primeira no valor de R$ 66.260,60, a segunda com o montante de R$ 43.410,00 e a terceira no valor de R$ 80.214,30.

    Estes são apenas dois dos processos onde os ordenadores de despesas da gestão Zito – leia-se secretários municipais – foram condenados recentemente. Existem outros, e outros ainda virão. Quem pensava que o doce sonho de pintar e bordar com o dinheiro público terminaria em pizza, pode ir tirando o cavalinho da chuva. Mas chega a dar pena. Pois em alguns destes casos, papagaio come milho e o pobre do periquito é quem leva a fama, e a multa.

    E AGORA, JACINTO?? TUA CASA CAIU!!

Deixe um comentário