COPA: Números do HGM mostram que fiscalização da PM e DMTRANS precisa mudar de horário

Desde que a seleção brasileira começou a se apresentar na Copa a Polícia Militar e o Departamento Municipal de Trânsito fazem, no dia de nossos jogos, fiscalização pela manhã em vários pontos da cidade. A finalidade tem sido diminuir o número de acidentes e a ocorrência de crimes mais graves.

 A população vem questionando  a eficácia desse trabalho mais ostensivo no período da manhã porque dados do Hospital Geral Municipal mostram números de ocorrência maiores em outros turnos do dia, muitos até após o jogo da seleção.

  • No primeiro jogo foram  14 acidentes / o HGM também registrou  2 entradas de feridos por arma branca e uma por arma de fogo
  • Na segunda partida da seleção não houve registros.
  • Na terceira, foram 9 acidentes de trânsito e duas pessoas feridas,   gravemente à bala no período da noite (caso Xandy/Samira).

Nas ruas, as pessoas estão cobrando  mudanças no horário de atuação das forças de segurança.

 “ dia tavam melhor, né, quando chegou a noite tem nada aí eu acho que não tem rumo uma coisa dessa …SERIA QUE HORÁRIO? Depois que passa o jogo ou trabalhar, trabalhar o dia e a noite, isso aí, o dia e a noite”, criticou o aposentado José Raimundo dos Santos

O vendedor ambulante, José Paulo Gomes, reforçouDepois do jogo, porque aí vão beber todas aí causa acidente”.

AUTORIDADES FALAM

O diretor do DMTRANS, Coutinho Sousa,  nos recebeu, mas não quis falar sobre o assunto. Já o tenente-coronel,  que comanda a PM no município,  Jairo Xaiver da Rocha, assim se pronunciou a respeito.

 “Nós temos feito operações pré-jogo e pós-jogo, o que ocorre? Nós estamos vivendo um mês atípico onde nós temos festejo junino, copa do mundo e férias escolares, que isso tá gerando, todo dia tem jogo, todo dia tem festa, todo dia tem bebedeira (…) então é uma situação que, em tese, ela leva à um aumento de números, mas é justamente esta conjugação de vários fatores”, frisou

Para sábado, no jogo contra o Chile,  o comandante afirmou que já existe um planejamento reforçado  estabelecido, sem falar, especificamente, sobre horários de atuação.

 “Um planejamento já está traçado, diminuir, porque nós não vamos impedir, logicamente, o cidadão de bem de externar seus sentimento, seu patriotismo, a sua alegria (…) apenas conter os ânimos pedindo que as pessoas ajam com moderação”, concluiu o coronel

Deixe uma resposta