Deputado Wellington reúne-se com representantes no combate à Leishmaniose no Maranhão

O deputado estadual Wellington do Curso reuniu-se com os representantes de combate à Leishmaniose, Alan Lima, Abner Carvalho e Jorge Lisboa que solicitaram uma audiência pública para discutir o aumento de casos de Leishmaniose, nos últimos anos no Maranhão, e políticas públicas em defesa dos animais.
A doença é provocada por um protozoário, que pode ser cutânea ou visceral. A do tipo cutânea tem como sintoma, caroços pela pele.
A Leishmaniose também conhecida como Calazar e considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das doenças tropicais de maior relevância mundial.
A doença é transmitida pelo mosquito palha, que tem os cachorros como hospedeiros e são levados ao sacrifício. A doença transmitida ao ser humano pode causar a morte do paciente. A falta de saneamento básico é um dos principais fatores que contribuem para esta situação no Estado.
“Somente em São em 2018 mais de 50 casos resultaram em 02 mortes, por algo que pode e deve ser evitado com políticas públicas em nosso Estado. Sem contar os animais que quando diagnosticados precisam ser sacrificados. Apoio esta causa e já estamos organizando uma audiência pública para discutir juntamente com o Centro de Zoonoses e também a Secretária de Estado de Saúde, e com os demais órgãos competentes, um plano de ação para evitar e combater à Leishmaniose no Maranhão”, declarou Wellington dando total apoio ao combate à Leishmaniose em todo o Estado.
A Audiência Pública será realizada provavelmente no mês de maio. Mais informações serão divulgadas posteriormente.
ASCOM – DEPUTADO ESTADUAL WELLINGTON DO CURSO.

Deixe uma resposta