Dormir na porta do HGM continuará NÃO sendo garantia de consulta na área de pediatria

Todos os dias tem gente reclamando do serviço de pediatria oferecido pelo Hospital Geral Municipal.

Diretor Raimundo Lisboa
Diretor Raimundo Lisboa

Em recente reportagem a TV Mirante mostrou mães que tentam há semanas marcar uma consulta para filhos doentes, muitas já dormiram até 5 vezes na porta do HGM e mesmo assim não conseguiram.

Nós ouvimos o diretor Raimundo Lisboa a respeito.

Ele confirmou que o problema, realmente, existe, e o justificou. Um dos maiores hospitais da região tem apenas dois pediatras atendendo 3 vezes por semana.

“Município grande de 118.000 habitantes, nós temos dois pediatras no hospital que é a Dra. Graça e o Dr. Marcel, eram 3 mas a Dra. Ivone se encontra doente, está com o atestado dela de 120 a 240 dias, então com isso tá fazendo com que no momento nós não temos como resolver o problema da população de imediato’, disse

DEMANDA MAIOR

Disse que os médicos atendem mais do que deveriam, mas ainda assim a insatisfação por parte da população.

“Nós temos Dra. Graça consultando aqui dois dias por semana, esses dois dias é lotado. Nós fazemos marcação de 10 a 15 pacientes pra ela atender, ela faz o ambulatório da pediatria, ela faz o berçário e, além disso, tem os pedidos que vem os encaminhamentos da Secretaria de Saúde, tem os encaminhamentos da Secretaria de Assistência Social, tem vários pedidos, afora os pedidos da própria secretaria do hospital que vai pra agendamento de consulta pediatra que não é satisfatório pra população e é o que a gente tá podendo fazer”, frisou

SEM GENTE PARA CONTRATAR

Não há previsão de melhora deste quadro, uma vez que, segundo Lisboa, o município não está encontrando pediatras para contratar.

“O prefeito junto com o secretário (Ricardo Torres) é preocupado com essa situação em pedir que  gente procure pediatra pra gente contratar pediatra para o município, mas a gente não encontra apesar dos avisos que a gente coloca nos meios de comunicação, até pelas redes sociais a gente tá colocando, mas não encontramos ainda a peça fundamental que é a mão de obra profissional, que venha nos ajudar aqui no hospital”, disse

Enquanto isso, os codoenses vão continuar dormindo na porta do HGM sem saber se no dia seguinte conseguirão, ao menos, marcar a consulta.

3 comentários sobre “Dormir na porta do HGM continuará NÃO sendo garantia de consulta na área de pediatria”

  1. Não acredito que não tem nenhum vivente querendo vir ganhar dinheiro (que não deve ser pouco, né?! Sejamos honesto, pq não é!). Nem unzinho?! Nem recém formado? Essa não cola. O que tem de médico se inscrevendo em concurso público pra ganhar salário de 3, 4 mil reais….uma miséria perto do que o município paga aos médicos contratados.
    Mas é isso mesmo. Os nossos “preocupados” governantes devem ter um bom plano de saúde para seus filhos/família. Não devem saber o que é ter um filho doente e não ter condições de ir a Teresina, São Luís, São Paulo…enfim, eles não sabem o que é isso, por isso não se incomodam nem se preocupam com essa situação. Quem já viu um deles levando um filho no HGM? Quem viu?

Deixe uma resposta