EDUCAÇÃO EVOLUINDO: 226 crianças codoenses viram escritoras num livro de 136 páginas

“A MENINA SOLTOU O PÁSSARO E ELE FOI EMBORA PARA CIMA DA ÁRVORE”, simples e colorido, como é a imaginação das crianças, mas o que será que se passou, realmente,  na cabeça da autora desta pequena história criada e ilustrada por Maria Isadora Diamantino Pinto, de 5 anos de idade?

Na resposta você percebe que existe toda uma ideia de respeito à liberdade e a tudo mais que ela representa na natureza.

 “Viver tudo solto, aí tem que cuidar…POR QUE QUE ELES PRECISAM VIVER SOLTOS, ISADORA? Porque se prender eles, eles morrem”, disse Isadora.

A GRANDE QUESTÃO

Que tipo de influência tem o desenho na vida de quem ainda está passando pela educação infantil? 21 Centros de Educação que lidam com crianças da faixa etária entre 4 e 5 anos e 71 professores resolveram topar o desafio de saber da resposta para esta questão. O resultado acaba de virar livro, um livro com 226 pequenos autores.

Quatro  livros infantis serviram de inspiração, mas boa parte da obra nem precisou de uma referência pois um dos  principais  instrumentos de qualquer escritor – o poder da imaginação – a turma desafiada tem de sobra.

Observe isso: O pássaro que voa neste desenho é FLORIBELA, o que ela ver são gaiolas onde Kinara Emanuelly Costa, de 6 anos,  imaginou que estão presos os amigos dela. A partir desta situação, nasceu a história.

“E também disse para tirar eles da gaiola, porque eram os amiguinhos dela (…) fiquei muito feliz…E POR QUE É IMPORTANTE QUE OS AMIGUINHOS DELA ESTIVESSEM TODOS LIVRES? Porque não pode maltratar os animais”, nos explicou a menina falante que representou os colegas na solenidade de lançamento do livro ocorrida na tarde/noite da última sexta-feira, 22 de novembro de 2019, no prédio da Universidade Federal do Maranhão, com a presença de pais, professores e autoridades como o secretário municipal de Educação, Ricardo Torres, atual vice-prefeito, e, claro, do prefeito da cidade Francisco Nagib, PDT.

A ideia mexeu com os pais. Seu Gilvan da Silva fez questão de vir ao lançamento com Alan Araújo da Silva, um escritor empolgado com a informação que lhe deram na escola sobre seu cavalo alado.

Gilvan com o escritor Alan Araújo da Silva

 “Porque até eu também vou dá muitos autógrafos, porque minha tia disse que eu vou ter uma noite de autógrafos aí eu peguei e gostei do meu desenho”, revelou Alan

O pai disse: “Que com certeza ele vai ter um futuro brilhante, sem dúvida um menino com 6 anos, ler, escreve bem, faz desenhos impressionantes que a pessoa acha que é de um adulto…E SE FOR UM ESCRITOR NO FUTURO, MELHOR AINDA? Sem dúvida”

Tão mágico quanto criar e ilustrar  pensamentos, é vê-los, assim,  materializados  em 136 páginas com 226 grandes histórias que poderão ser recontadas, a partir de agora, por várias gerações.

 “Eles se leem agora já sabendo que tem um autor, um ilustrador, toda a composição gráfica, eles se encantaram justamente por causa disso – mamãe, eu quero ser escritor. Isso é importante, num mundo hoje digital uma criança de 4, de 5 anos dizer que ainda quer ser escritor é porque nós estamos fazendo um belo trabalho nessa primeira etapa”, explicou Vitória Régia Santos, coordenadora de Educação Infantil de Codó

2 comentários sobre “EDUCAÇÃO EVOLUINDO: 226 crianças codoenses viram escritoras num livro de 136 páginas”

Deixe um comentário