“Eles falam mãe tô com fome e eu começo a chorar”, diz servidora da saúde que nunca recebeu mês de janeiro em CODÓ

Funcionários da saúde fazem apelos dramáticos por falta de salários de Janeiro. Hoje já são 23 e nada de dinheiro na conta destes servidores. 

5 comentários sobre ““Eles falam mãe tô com fome e eu começo a chorar”, diz servidora da saúde que nunca recebeu mês de janeiro em CODÓ”

  1. Inadmissível ,inaceitável. Por que não receberam? Há bastante recurso pra isso. Codó é uma cidade amaldiçoada no ramo da saúde. Entra e sai prefeito e a situação não muda. Culpa 100% do eleitor. Vc está corretíssimo Acelio,exponha mesmo essa situação. O fato do atraso salarial ter ocorrido também no governo Nagib,não serve de desculpa . Votei no 55 achando que Codó melhoraria ,principalmente na saúde,onde temos um prefeito e um secretário médicos,mas o dinheiro é o real interesse de todos os governos que passam em Codó. Triste,o codoense não merece passar por isso. A prefeitura de Codó há mais de 25 anos resume-se a beneficiar amigos pessoais e familiares ,e pronto . Eternamente será assim.

  2. Bom dia Acélio! Se você tiver o contato dessa senhora, eu terei o maior prazer em ajudar. Não tenho muito, mas o pouco que tenho ajudarei com o maior prazer (dentro de minhas possibilidades). Você me conhece e sabe como me contactar, deve ser muito difícil ver um filho chorando com fome e não ter o que dar. Estou disposto a ajudar. Abraços

  3. Tivemos a oportunidade de colocar uma pessoa que não tinha grupao, tinha si, vontade de trabalhar pelos menos favorecidos, mais infelizmente a população eterniza as pessoas como um Deus, tá ai no que deu, quando se forma grupao,a primeira impressão é que fica, beneficiar eles e mais ninguém. Talvez na próxima eleição a população pense diferente.

Deixe uma resposta