Enquanto bancos são quebrados por revoltados Procon de Codó continua no papel

Enquanto isso fora do mundo de papel, no mundo real o povo e os consumidores é quem sofrem as consequências.
Atualmente um dos problemas mais sérios que  vive a sociedade codoense é o COMETIMENTO DE CRIMES DIÁRIOS EM FLAGRANTE DELITO PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS, leia-se BANCOS.
Falta de assentos para os clientes, ausência de guarda volumes, tempo de espera na fila para atendimento superiores ao determinado pela lei e pelo bom senso, FALTA DE DINHEIRO  NOS CAIXAS ELETRÔNICOS nos finais de semana…

Oficiar os bancos, denunciar e expor à imprensa nacional não surtiu nenhum resultado.

A Comissão de Defesa do Consumidor da OAB Subsecão de Codó MA lamenta mais uma vez a falta de interesse do Poder Público Municipal em instalar o Procon MUNICIPAL!
A próxima medida será o ajuizamento imediato de mais uma medida judicial  contra a Prefeitura Municipal de  Codó-MA para que a Justiça seja feita e o PROCON MUNICIPAL PAPEL DE CODÓ MA possa finalmente sair do mundo do platônico das idéias.
 Tomé Mota
Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB CODÓ MA

4 comentários sobre “Enquanto bancos são quebrados por revoltados Procon de Codó continua no papel”

  1. TOMÉ MOTA, ENTÃO VOCÊ NÃO CONHECE O PREFEITO DE CODÓ, AS SUAS MANEIRAS DE PROCEDER?? QUAL O INTERESSE QUE ELE TEM DE TER UM ÓRGÃO QUE PODERÁ TRAZER MUITOS PROBLEMAS PARA SI.??

    AGORA UMA SUGESTÃO, USE A OAB PARA DEFENDER A POPULAÇÃO, O PREFEITO ESTÁ ADESIVANDO TODOS OS CARROS ALUGADOS COM FOTOS DO SEU CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL. USE A OAB PARA SABER ONDE ESTÃO OS MAIS DE VINTE MILHÕES DE REAIS EMPREGADOS NAS COMPRAS DE GÊNEROS DESTINADO
    À MERENDA ESCOLAR.?? TODOS ESTÃO CALADOS, ACEITANDO OS DESMANDOS DESSE PREFEITO. ATÉ O MPE NÃO DIZ NADA. OK??

  2. Meu caro jornalista, no meu primeiro mandato de vereador, levei tecnicos da Prefeitura para São Luiz para serem treinados e concretizar a instalação do Procom em Codó, foi feito treinamento e na hora de instalar a prefeitura tinha que alugar o imovel e comprar os equipamentos terminou o meu mandato e nada. No segundo mandato eu trouxe a coordenadora estadual nos reunimos com o prefeito e foi colocado a disposição do Procom, o Advogado Dr. Ribamar Carvalho, Jean Barros e outro funcinário da Sec. de Obras a disposição, fomos com a coordenação estadual, procurar local para instalar o orgão de defesa do consumidor e procurar os equipamentos necessario e terminei meu segundo mandato e a prefeitura treinou os funcionarios e não assumiu os custos de aluguel e compra de equipamentos, e este, é um dos inumeros episodios, que me fez nunca mais me candidatar a cargo eletivo. com fè em nosso senhor meu infinitamente bom DEUS. Abraços a todos os codoenses e parabens pelo veículo de cominicação.

  3. A a lei tem boa fé, porém ilegal e inconstitucional.
    De nada adiantou treinamentos.
    só o prefeito pode legislar sobre a matéria.
    a legislação mudou completamente. os que foram treinados não sabiam de direito do consumidor . se soubessem nem no treinamento teriam ido.
    Após reunião semana passada na qual o Dr. Tomé Mota, especialista em direito do consumidor representou a oab e deu uma aula.
    o Dr Domingos Reis sinalizou positivamente e disse que a câmara irá imediatamente corrigir essa brutalidade contra a constituição federal.
    o velho ditado… quem faz serviço mal feito. tem q fazer de novo i.b.
    Parabéns Dr. Tomé Mota. Sua luta e coragem não será em vão.
    Se um dia tiver Procon em Codó e o sr n fizer parte n será um órgão isento e independente. o povo n irá aceitar!

Deixe uma resposta