HANDEBOL: Holanda Codó abre competição batendo no Moto Club por 30 a 22

Está acontecendo em Codó desde ontem, 9, o primeiro turno da chave B, Conferência Nordeste,  pela Liga Nacional de Handebol, em clima de festa por causa da escolha da cidade e pelos visitantes.

 “Graças à Deus temos equipes de nomes como o Moto Club, o Fortaleza do Ceará, são equipes já tradicionais no esporte”, disse Márcio Esmero, entusiasta da competição e técnico do time codoense

Em quadra toda a admiração pelos visitantes ficou do lado de fora porque o Holanda Codó desconheceu inteiramente qualquer coisa que o Moto Club, de São Luís, tenha treinado para apresentar aqui. O time da casa esteve com uma defesa atenta e usou de contra-ataques rápidos e certeiros, tanto que o primeiro tempo terminou com um placar  de 19 à 11 e  ainda tinha táticas a acertar na opinião das jogadoras.

 “A troca na defesa, na hora da defesa, na troca do pivô a gente tá dando uma pequena vacilada”, disse Sâmira Carvalho, à reportagem do Globo Esporte da TV Mirante.

NO SEGUNDO TEMPO

No intervalo,  técnico e jogadoras do Moto bateram um papo sobre o que estaria acontecendo. Foi de onde saíram novas orientações.

“Novas orientações, perder menos bola, fazer gol porque quem não faz gol leva, é isso, errar menos”, disse a experiente Sílvia Pinheiro.

Voltou com mais vontade, mas ela também era menor que o volume de jogo do Holanda que manteve o domínio e o placar final de 30 a 22. Gleiciane Frazão analisou, pelo Moto Club.

 ‘faltou um pouco de entrosamento, alguns erros, alguns detalhes contribuíram aí pro resultado”, frisou

Até amanhã domingo, as duas equipes terão que enfrentar o Fortaleza, atual campeão do Nordeste. Quem se sair melhor vai para a etapa de São Luís. Kilma Rodrigues, do Holanda, acha que vai dá pra encarar e ainda melhorar o placar.

 “Fazer um conjunto maior pra próxima partida que é bem forte, Fortaleza vem bem forte pra uma vitória com um placar melhor pra nós”, afirmou

Deixe um comentário