Hemonúcleo de Codó lança campanha para melhorar nível de doações no carnaval

Durante todo o mês de janeiro deste ano foram coletadas apenas 79 bolsas de sangue, enquanto que do estoque saíram só para cidades da região como Bacabal, Alto Alegre do Maranhão, Timbiras e Coroatá,  80 bolsas.

Na contramão da necessidade destas cidades está o fato de que dificilmente doadores que residem nelas veem à Codó para colaborar com o banco de sangue deste hemonúcleo.

 “É nós solicitamos que estes municípios nos envie também doadores para repor este estoque… muito importante, doação é vida, que as pessoas tomem consciência da importância da doação de sangue porque doar sangue é salvar vidas”, pediu Sidneyde Duailibe, coordenadora do Hemonúcleo de Codó.

  O ritmo  das doações continua lento agora em fevereiro, justamente quando mais se precisa delas por causa do período de carnaval. Para tentar manter estas doações pelo menos em um nível considerado, minimamente, seguro, o Hemonúcleo lançou uma campanha intitulada ANTES DE CAIR NA FOLIA DOE SANGUE, DOE VIDA.

A expectativa, pós lançamento da campanha,  é a de que mais pessoas se sensibilizem com a necessidade e venham doar pela primeira vez ou repetir uma doação, como explicou a coordenadora do Hemonúcleo regional.

O nível mínimo seguro de doações mês fica entre 170 à 200 bolsas de sangue.

“Esperamos que o pessoal compareça e faça sua doação de sangue, principalmente, agora no mês de fevereiro porque está chegando o carnaval e a nossa preocupação é grande e para doar  precisa estar bem de saúde, pesar acima de 50 quilos, não há necessidade de vir em jejum, você precisa vir b em alimentado”, disse a coordenadora.

Deixe uma resposta