Juiza de Coroatá realizará Esforço Concentrado para diminuir processos em espera por julgamento

Parte dos processos em espera

A mesa em um dos ambientes do Fórum de Coroatá está cheia. Após a contagem o número exato descoberto pelo serviço de correição realizado pela juíza Josana Braga e sua equipe.

São 3.669 processos a espera de julgamento, mais de 80% deles do juizado especial cível envolvendo, em sua maioria demandas contra empresas de telefônia, cobranças de lojas e empréstimos consignados não autorizados por idosos.

“Realmente, são 200 distribuições por mês, o que mais temos, atualmente, problemas com empréstimos consignados, essas fraudes que estão infelizmente, assolando o Estado do Maranhão, as quadrilhas estão agindo nos empréstimos consignados dos aposentados e pensionistas”, revelou à nossa reportagem

ESFORÇO CONCENTRADO

Dra. Josana Braga

Para dá uma resposta mais rápida aos autores de tantos processos a juíza Josana Braga, que assumiu a comarca há pouco mais de dois meses, vai realizar um esforço concentrado que já tem garantido a autorização e o apoio do Tribunal de Justiça do Estado.

Ela explicou que serão cinco dias de trabalho, de 18 a 22 de junho, com a presença de 12 juízes convocados especialmente para a ocasião.

“Todos com sentença em banca, e um grande apoio do tribunal de Justiça, Corregedoria do Estado do Maranhão no sentido de dá efetividade ao direito das pessoas”, explicou

Uma programação paralela, na mesma data, será realizada na escola Clodomir Millet, ao lado do Fórum, com palestras e a exposição de diversos produtos culturais e informativos em stands.

Deixe uma resposta