MEIO AMBIENTE: O que tem Codó a comemorar neste 5 de junho?

Em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente, que passou a ser comemorado todo dia 05 de junho. Essa data, que foi escolhida para coincidir com a data de realização dessa conferência, tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, que até então eram considerados, por muitos, inesgotáveis.

Poderíamos hoje estar comemorando, por exemplo, o fim do lixão, visto que, a determinação do Governo Federal tem por base a Lei nº 12.305, sancionada em 2010, pela presidente Dilma Rousseff, que estabelece que as prefeituras deveriam concluir até 2 de agosto de 2014 a destinação para o lixo sem possibilidade de reaproveitamento.

Lixão de Codó
Lixão de Codó

No Maranhão, dos 217 municípios, apenas 20% cumpriram a determinação de extinguir os chamados lixões a céu aberto, segundo a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema).

Codó não está nesta lista. Pior que não ter acabado é criar vários outros em pontos distintos no centro da cidade.

Lixões espalhados pela cidade
Lixões espalhados pela cidade

Atualmente existe uma grande preocupação em torno do meio ambiente e dos impactos negativos da ação do homem sobre ele. A destruição constante de habitat e a poluição de grandes áreas, por exemplo, são alguns dos pontos que exercem maior influência na sobrevivência de diversas espécies.

O município de Codó é um dos poucos no estado que tem uma secretaria especializada a defender as causas ambientais. Certa vez ouvi uma pessoa influente no governo dizer, “a secretaria de meio ambiente em Codó tem é poder”. Pois falta compromisso!

Quem cuida deste rio?
Quem cuida deste rio?

Temos um rio importantíssimo, o único genuinamente maranhense que sofre agressões diárias aos olhos de todos, degradação de mata ciliar, retirada de areia, despejo de esgoto e promessas enfadonhas:

………………………………………………………………………………………………………..

O secretário do Meio Ambiente, anunciou ontem (21) em entrevista ao repórter Marco Silva (TV Palmeira do Norte) que fará uma desobstrução do leio do rio Itapecuru na área conhecida como suou, banhou…..

Até hoje, véspera do dia do meio ambiente, nada foi feito, nem o tal paliativo, que de nada serviria.

30, JANEIRO, 2015   

Na última terça-feira, o secretário de Meio Ambiente de Codó, foi recebido pelo secretário estadual do Meio Ambiente, o também codoense Marcelo Coelho, e  por seu adjunto Rosendo Junior (da Receita Estadual).

…………………………………………………………………………………………………………

Agora eu pergunto, ….”E?

RESERVA PANTANAL
RESERVA PANTANAL

É vergonhoso ver Códo com ilustres representantes ter somente DEGRADAÇÃO AMBIENTAL para comemorar no dia 5 de junho.

Códó tem a honra de possuir uma Unidade de Conservação,RPPN Fazenda Pantanal, algo de importância imensurável para o meio ambiente de nossa cidade, que não é aproveitada pra nada pela secretaria de Meio Ambiente, temos uma lagoa urbana, a lagoa da Trizidela que só recebe descaso, esgoto, e até uma ponte concretizada sobre ela.

VOU RESPONDER O QUE CODÓ TEM PARA COMEMORAR NO DIA 5 DE JUNHO:

VERGONHA! VERGONHA EM VER TAMANHO DESCASO COM O MEIO AMBIENTE.

Profª Emannuelle Rocha de Magalhães Moreira

Bióloga/Gestora Ambiental/Téc.Controle Ambiental

18 comentários sobre “MEIO AMBIENTE: O que tem Codó a comemorar neste 5 de junho?”

  1. Não basta só limpar a cidade, temos é que educar as pessoas e convencer elas de que o meio ambiente depende da ação de cada um, temos que criar uma cultura na cabeça de cada criança através de exemplos, pois elas tendem a copiar o que o adulto faz…é simples assim.
    FICA A DICA SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE

  2. Sabe o que Codó tem a comemorar nesse dia?

    A derrubada dos pés de eucalipto da praça do bairro São Francisco que só pode ser obra do desgoverno de Zito Rolim.

  3. Primeiro, na cidade não tem um banheiro público, vc pergunta o que tem a ver com o meio ambiente imagina todo mundo cagando ao ar livre.
    Segundo, não tem um cesto de lixo na cidade.

    Terceiro, o secretário é ……
    Quarto, o contrato com empresa ……
    Quinto…..

  4. A matéria ficaria faltou os danos irreparáveis que a F de C N causa ao Rio Itapecirú e o Grupi F O causa as famílias do Vodó Novo. Abraços

  5. ESSE É O PRESENTE DO DIA DO MEIO AMBIENTE DE UM PREFEITO CASSADO FILIADO AO “PARTIDO VERDE-PV”.AQUELE QUE DISSE QUE IA ACABAR COM O LIXÃO.
    SUGIRO AO BLOGUEIRO QUE ENCAMINHE ESSAS IMAGENS ´PARA A DIREÇÃO NACIONAL DO PARTIDO VERDE-PV EM BRASÍLIA.
    TALVEZ VENDO TODO ESSE DESCASO( LIXÃO, CORTE DE ÁRVORES, SUJEIRA, LIXO E ATERRAMENTO DO RIO ITAPECURÚ E OUTRAS MAZELAS) QUEM SABE NÃO INICIAM POR LÁ UM PROCESSO DE EXPULSÃO DESSE “GRUPO DE VERDES SOMENTE DE MIGUÉ” DO PARTIDO.

  6. Parabéns à autora desta matéria/protesto infelizmente Codó.Maranhão.Brasil estão mergulhados em uma falta de noção de preservação com o meio Ambiente.( Sabem aquela história do leão vendo o beija flor enchendo o bico com água e jogando na queimada.Perguntou ai beija flor vç vai apagar este fogo… Poço até não apagar mais estou fazendo à minha Parte. Se à pequena Codó fizesse à sua parte teriamos um Brasil melhor).

  7. A Secretaria de Meio Ambiente tem a missão de coordenar o processo de desenvolvimento sustentável e integrado do município de Codó de forma direta ou indireta, e/ou em parcerias estratégicas, sejam elas governamentais,empresariais , ou de entidades de classe. Tanto se fala em melhorias e nada feito até o presente momento. Estamos perdendo nossas riquezas naturais. A cidade precisa de Ação Ambiental. Porque infelizmente não temos nada à comemorar no Dia Mundial do Meio Ambiente em nossa cidade.

  8. Professora, fui sua aluna na UEMA São Mateus e vou aproveitar a oportunidade para lhe agradecer.
    Quando entraste na nossa sala de aula # turma de Física # e disse: A nossa disciplina é Educação Ambiental, eu fui uma daqueles alunos que ” torceram” o nariz. E você com carinho e sabedoria nos conquistou antes do fim do horário. Abriu meus olhos para os conceitos de meio ambiente, que até então eu entendia como natureza.em 60 horas/ 4 semanas me tornei graças a você, uma educadora ambiental.
    Você nos mostrou o meio ambiente degradado e conservado. Quantos vezes fui ao Rio Tapuio em Alto Alegre e só via diversão? Em aula pratica vimos o impacto ambiental, o leito de um rio seco com peixes agonizando em pequenas poças de lama. nos convidou a ir ao Pantanal em Codó e nos apresentou uma unidade de Conservação rica em biodiversidade (palavra que aprendi com VC)local de preservação imprecionante.
    O seu trabalho é reconhecido e é muito valido professora, porque a senhora eh isso, professora.
    Meu primo mora em Peritoró, Marcel,foi seu aluno em Codó (UEMA)e disse que andou pela margem do rio, nascente do Riacho agua fria, lagoa da trizidela e pantanal.
    Saiba que hoje formados, professores de ciências.física somos também educadores ambientais. Obrigada.

  9. Parabéns Professora Emannuelle Rocha pelo Texto.
    Porém não queira que se tenha qualquer ação pela administração municipal aqui em Codó. Pois o Município é comandado por um cidadão paraibano que………. e um Secretário de Meio ambiente que somente ……. e somente se comunica visa facebbok.

    assim fica difícil as coisas mudarem no Meio Ambiente aqui nessa Terra.

  10. Parabéns pelo texto: claro e fundamentado.Lógico: trata-se antes de tudo de um pesquisador falando, pois se para alguns, cursos e pós-graduações são formas de ser melhor remunerado, para outros tantos trata-se de ser cidadão, e que como consequência, lutam por democracia e cidadania de todos, não apenas de alguns! Isso é ser professor…que atualmente anda tão desvalorizado no nosso Brasil.

    Essa situação de Codó, é lamentável. Só nos desvenda, para quem o quer, o quanto anda maltratada e jogada ao descaso. Nosso Rio, genuinamente maranhense, as minguas e claro, como consequência: fauna e flora sendo fortemente impactadas, e nós? Humanos, às vezes, mais que (des)humanos, auxiliando nesse celeuma de desmatamento e falta de educação. Faço então um breve diálogo…para reflexão!!

    O diálogo entre dois amigos:
    O que seremos sem nosso rio? Peixes? Para quê, temos outras carnes:congeladas nos frigoríficos, sem nutrientes, criadas em grande massa, e o que importa? Tanto faz, posso comprar… ah, mas quero coisas orgânicas…isso agora é esta na moda…mas peraí, para ser orgânico preciso de atenção redobrada, não pode ter agrotóxico, essas coisas, sabe?…

    Tem nada não, para sermos educadinhos, vamos dispor de lixeiras coloridas, vão alegrar o rio sem cor, sem mata, sem verde…Os coletores são: verdes, vermelhos,amarelos…e depois?
    Ah, depois jogamos por aí, no bairro afastado pra ninguém ver…e por que a seleção então?
    – ah, deixa pra lá, já disse são coloridos e bonitinhos..

    -Ahhh…entendi, então está bem…colorido!!!

    Abraços,
    Cinthia Moreira

  11. Obrigada a todos que entenderam o real sentido do texto, sou professora de Educação Ambiental na UEMA desde de 2011. Reconheço meu valor e minha contribuição. O meu trabalho sim, tem mostrado resultados, e embora “subjulgada, DESQUALIFICADA”, incomodei, e nem era minha intenção.
    Defendo a causa ambiental sempre defenderei, e sempre falarei abertamente, pois mais vale jogar sementes em um solo fértil, do que piadas no ar.
    Durma com esse barulho.
    Abraços, a todos, Profºs Kátia, Aciel, Cinthia.
    Minha querida Ex aluna, todo o mérito é de vocês, turma maravilhosa de São Mateus. Assim como todos meus polos, Codó com Fisica, química e Matemática, Timom com Biologia.
    sei que plantei em cada um de vocês a sementinha da responsabilidade Ambiental, e confio em vocês na disseminação com nossas crianças.
    Abraços
    Profª Emannuelle Magalhães
    Bióloga/Gestora Ambiental/téc Controle Ambiental

Deixe uma resposta