Moradores do residencial São Pedro pedem posto e comandante da PM diz ‘NÃO’

Desde que parte das 1.000 famílias do residencial São Pedro mudou-se para o conjunto Habitacional, da 3ª etapa do Minha Casa, Minha Vida em Codó, o problema só tem piorado. Quando a casa está sozinha, os ladrões furtam até roupas no varal.

Quando os moradores estão, tomam de assalto na porta. Uma mulher  teve a moto roubada recentemente. O pedreiro Francisco de Assis Ferreira reclamou

 “Celular, as coisas, as vezes a pessoa tá na porta, passa nas portas você não fica sossegado”, disse

A chegada ao residencial, afastado do centro da cidade, também está na área preferencial dos bandidos. Kelly Dayane de Sousa, grávida de 5 meses, teme por sua segurança caso necessite se deslocar com qualquer emergência de saúde.

“Porque é perigoso naquela entrada, naquele estirão ali é ruim, se tivesse um posto bem ali era bom demais…MAS ATÉ AGORA NADA? Nada (…) eu tô gestante, mas, Ave Maria, tenho medo de adoecer de noite aqui”, afirmou

A SOLUÇÃO

Os moradores entendem que algo pode acabar de vez com este problema e este algo é a presença permanente da Polícia Militar. José Adail Faustino Filho que já presenciou   um ladrão saindo pela janela de sua casa, reforça a ideia,  que para ele é urgente.

“A gente precisava de uma ronda policial, policial tá frequente aqui direto, entendeu, fazendo segurança pra gente…MEDO DE SAIR E DEIXAR AS CASAS? Se deixar corre o risco de sair e não encontrar nada dentro de casa”, disse o pedreiro

O morador Alcimar Amaral vai além. Para a maioria, sustenta ele, o ideal é que seja construído um posto policial dentro do conjunto.

 “Porque nós temos terreno, vamos fazer uma cabine de uma polícia aqui, do policial aqui dentro, dois policiais, dois policiais…ÁREA TEM? Área tem, tem área demais  (…) Nós queremos é segurança, nós queremos aqui no residencial é viver em paz”, destacou

A PM NEGOU

O comandante da PM, major Hudson Carneiro,  descartou a possibilidade de existência de um posto no São Pedro e justificou-se  prometendo intensificar as rondas na área.

 “É o nosso efetivo, na verdade, entendeu? Então a gente trabalha com o que pode.  O gestor ele tem que fazer o que pode, então eu não posso me comprometer em colocar um posto fixo no local se eu não tenho efetivo, o que eu posso fazer é intensificar o policiamento naquele local”, afirmou o comandante

6 comentários sobre “Moradores do residencial São Pedro pedem posto e comandante da PM diz ‘NÃO’”

  1. e facil de resolver o problema manda o povo ir dormir cedo major assim como ja faz com os bares da cidade isso na verdade tem nome falencia da segurança publica do estado pois quando o estado falha com o cidadão a policia transfere a responsabilidade para o proprio cidadão agora e cada um por si quem poder mais chora menos

  2. As casas que já têm moradores também são invadidas quando seus ocupantes saem para trabalhar. A criminalidade no residêncial são Pedro é muito grande, e precisa de policiamento. esse setor é perigosíssimo.

Deixe um comentário