Ocupação do campus do IFMA em Codó será encerrada com caminhada de protesto contra Temer

Começou na manhã desta terça-feira, 18, conforme fora anunciado aqui no blogdoacelio, a ocupação dos alunos do IFMA no Campus de Codó.

O objetivo da ocupação é chamar a atenção para, entre outras coisas, as consequências do congelamento de investimentos nas áreas de saúde e educação segundo nos explicou Thaís Tatiane Silva Texeira, do curso de Ciências Agrárias.

 “A gente entende que se houver congelamento nessas áreas durante 20 anos vai ser um retrocesso total (…) Se há esse congelamento no investimento da educação não tem como ingressar novos alunos na universidade, se você não tem dinheiro, de fato, você não vai poder ingressar porque só vai haver faculdade privada, então nossa luta é essa, é para que a gente consiga permanecer na universidade, nossos colegas consigam ingressar futuramente, a nossa saúde também melhore e não piore porque se haver congelamento não tem como avançar”, explicou

Até a próxima quinta-feira, 20, os alunos não sairão do campus. Isabela Sousa, 1ª secretária do grêmio estudantil a frente do movimento, deixou claro que tudo será feito pacificamente, respeitando o patrimônio da instituição, mas o foco será mantido.

“Nada de aula, nada de professor nas salas, professor só aqui no pátio participando junto com a gente, apoiando. A gente tem barracas, tem colchões, vai mobilizar todo mundo nas salas e aí o professor não vai ter condição de dar uma aula com tudo ocupado, literalmente tá ocupado”, disse a estudante do curso de informática.

Lylian Carvalho lembrou que a intenção também é chegar ao Congresso Nacional usando, sobretudo, as redes sociais e até o contato de deputados e senadores.

 “Principalmente chamar a atenção do Governo para que eles possam entender que o pobre também tem direito, o pobre também tem sua necessidade, nós precisamos de uma educação, de uma saúde digna. A PEC 241 quer tirar o direito que nós lutamos tanto para obtermos e hoje eles querem tirar com tanta facilidade, isso não vai acontecer”, afirmou

O blogdoacelio também ouviu o presidente do grêmio estudantil, Gilvan Costa. Ele reforçou o convite para a caminhada que encerrará a ocupação na tarde de quinta-feira, 20.

 “Na quinta-feira, à tarde, vai acontecer uma manifestação na avenida de Codó, concentração na São Sebastião, descer até a praça da prefeitura. Convidamos as outras instituições de ensino pra gente fazer um movimento maior e aí a gente mostrar do que, realmente, a gente é capaz, de como a gente tá trabalhando o movimento estudantil a favor da NÃO aprovação da PEC”, afirmou

7 comentários sobre “Ocupação do campus do IFMA em Codó será encerrada com caminhada de protesto contra Temer”

  1. Se não houvesse os “conhecidos” desvios de recursos públicos, daqui a 20(vinte) anos esse montante que está orçado e será “congelado” ainda daria com sobras pra termos uma educação e saúde pública de qualidade.

  2. Parabéns alunos! sejam atuantes e questionadores sempre. Se não, vcs correm o risco de virarem seres alienados a serviço de um capitalismo cruel que massacra as pessoas. Não deem ouvidos para delongas de gente imbecil, esses, já se tornaram alienados,…alienígenas.

  3. Enquanto esses abestados estão perdendo seu valioso tempo com manifestações orientadas pelos “cumpanheiro” dos partidos que quebraram o país, os alunos das escolas particulares estão estudando para o ENEM e ganhando terreno pra pegarem vaga nos melhores cursos das universidades públicas.

  4. Francamente é triste ler esse tipo de comentário “Vão estudar” fala serio vão procurar ler as noticias acompanhar o que está acontecendo no país ,larguem de viver essa vida monótoma e vão lutar pelos os direitos de vcs, que nós IFs estamos lutando pelo o nosso,porque se depender do tipo de pessoas como vcs vamos decair a cada dia.

Deixe uma resposta