Pastor Max fala sobre a valorização dos professores e o perigo das queimadas

Em seu discurso da semana na câmara municipal de Codó o vereador Pastor Max se pronunciou sobre dois assuntos muito importantes para a sociedade codoense. O edil iniciou seu discurso parabenizando os professores pelo Dia do Mestre, celebrado no dia 15 de outubro.

Pastor Max
Pastor Max

 “Dia último dia 15 de outubro, comemoramos o ”Dia do professor”, data que não pode ser omitida, data que precisa ser lembrada em razão da grandeza dessa profissão, pois a importância da escola e dos educadores na vida de nossos filhos, de nossas crianças é fundamental. O papel do professor é ainda mais determinante na formação do caráter e do conhecimento de nossos filhos e netos. Não existe cidadania sem educação, e nem educação sem a figura importante do professor.”. colocou Max.

Valorização dos professores na gestão Zito Rolim

Continuando no tema, Pastor Max celebrou a evolução da valorização desta classe de trabalhadores, principalmente na gestão do prefeito Zito Rolim. “venho de uma família de professores, pais mães, tios. Minha mulher é professora. Nasci no berço de educadores e conheci a realidade, infelizmente em um tempo em que professores não eram valorizados. No entanto, através do trabalho de um prefeito sensível, os professores tiveram sua situação revertida e valorizada. Prefeito Zito Implantou um dos melhores planos de cargos e salários do Maranhão, valorizando de fato nossos mestres”, lembrou.

O parlamentar encerrou o tema fazendo uma singela homenagem a todos os mestres. “Onde a educação foi plantada corretamente, com igualdade de oportunidades, está presente o desenvolvimento e ausente a miséria, a exclusão social. A boa educação começa em casa, na família, e se estende para a escola, onde nossos filhos recebem dos professores os conhecimentos conquistados pelas ciências e que irão prepará-los para um futuro mais seguro e realizador. Parabéns a todos os professores pela passagem do seu Dia e o nosso reconhecimento pelo trabalho prestado a nossa educação”.

Alerta para o período de calor e queimadas

Pastor Max também chamou a atenção das autoridades e da população para as queimadas realizadas nas últimas semanas no município, com incêndios que assustaram a população da zona rural de Codó. “É uma questão preocupante, pois tivemos incêndios na cidade, mas, sobretudo, incêndios assustadores na zona rural. Graças a Deus sem vítimas fatais, mas levando um lastro de destruição, prejuízo e medo a várias famílias. Temos que debater essa questão e buscar solução para evitar queimadas sem critérios e implantar logo a nossa brigada de incêndio. Já temos o terreno doado, bons profissionais treinados. Falta agora colocarmos, com urgência, a implantação da estrutura de uma brigada de combate a incêndios”.

O edil encerrou com nota de pezar pelo falecimento da educadora Raimundinha, vítima de acidente de trânsito.

Ascom

3 comentários sobre “Pastor Max fala sobre a valorização dos professores e o perigo das queimadas”

  1. Nunca observei tanto amor político partidário, quanto o estampado neste blog. Não é senhor Acélio blogueiro . Mostre que a cidade de Codó também tem uma mídia que ”PRESTE”. Pois temos várias demandas de cunho democrático do povo oprimido. A titulo de sugestão me disponho neste momento a ajuda-o nesta árdua missão de sugerir algumas demandas de um povo oprimido. como segue.

    1- Busque informações acerca da não convocação dos seletivados da sáude – EMSHER. Pois até o presente momente nunca observei um bog da cidade falar de tal fato. E o que é pior, muito menos o senhor vereadores falam sobre tal fato. Já que, a EMSHER tem agido com desrespeito com que foi aprovado nesse seletivo, ocorrido no inici deste ano. Pois eles cobraram uma taxa, e agora se recusam convocar quem ficou dentro das vagas.

    Por gentileza veicule essa demanda, pois somos muitos aprovados. Obrigado.

  2. Vereador, cobre junto ao Prefeito e ao Governo do Estado a efetividade de um convênio existente entre eles para implantação do corpo de bombeiros em Codó. Queremos saber o porque desse convênio não ter saído do papel. O Governador e a Prefeitura são culpados por essa tragédia que está acontecendo, já que a queima de algumas casas teria sido evitada, se aqui já existisse uma brigada contra incêndios/queimadas.

Deixe uma resposta