PAULO FREIRE: Alunos de Timbiras protestam nas ruas contra reforma que se arrasta desde dezembro de 2015

Os alunos da escola estadual Paulo Freire foram às ruas de Timbiras agora à tarde protestar contra uma reforma que começou em 4 de dezembro de 2015 e nunca terminou. Por conta disso, eles estão espalhados em 4 locais, salas emprestadas por outras escolas e até pela Igreja Católica e isso tem causado enorme prejuízo à aprendizagem de todos.TIMBIRAS

 “Falta de aula, os professores não tem como se locomover em 4 locais, os professores não chegam no horário, não tem lanche, a gente tá em prédio emprestado dos outros, não é nossa escola e nossa carga horária tá reduzida, ainda mais eu que sou terceiranda preciso de bagagem pra levar pra minha faculdade, universidade, pra tá concorrendo, a gente não tá tendo isso”, reclamou a estudante do terceiro ano do ensino médio Rayane Aguiar da Silva

Uma preocupação maior está entre aqueles que pretendem fazer o ENEM. A reforma era pra ser de apenas de 90 dias, já está chegando no 6º mês e nada de previsão de término segundo professores e alunos ouvidos pelo blogdoacelio e pela TV Mirante.

“Estamos com seis meses e ainda não sabemos ainda…DE 3, JÁ PASSOU PRA 6 MESES? Sim …E A PREVISÃO DE TERMINAR? Ainda não sabemos”, assegurou a professora Ana Regina  de Oliveira Silveira

O professor Itanê  Frazão também reclamou.

“Até um momento desse, já tá quase na metade de 2016, nós estamos aí sem aula, prejudicando os alunos de terceiro ano que farão o ENEM, então a gente chama a atenção das autoridades competentes porque hoje não é mais, eu acredito que uma obra só com uma reforma não leva mais de  60 dias e aí não tem nenhuma previsão de acabamento, a gente pede à essas autoridades que sensibilizem o governador e a secretaria de Educação para dá uma avançada nesta obra que tá demorada demais”, pediu o educador

Deixe uma resposta