Policiais Militares participam de palestra que destacou a ‘saúde do homem’

O  dentista  e educador em saúde Romário Reis apresentou, numa palestra ministrada hoje pela manhã na sede do 17º BPM,  os sintomas, o tratamento e destacou, principalmente, a importância de se descobrir precocemente o câncer na próstata.

 “O homem tem que buscar fazer atendimento e de modo especial em relação ao câncer de próstata, não ter preconceito em relação aos exames, principalmente em relação ao toque retal que é o exame que mais está apito para o diagnóstico da doença”,disse

O  toque retal é a maior causa de recusa dos homens em relação à este tipo de prevenção, mas o médico Stênio Soares Barbosa fez questão de frisar que apesar de existirem duas outras formas de exame, sem o toque não é possível fechar um diagnóstico mais seguro.

é justamente por causa desse toque retal que o homem, a gente tem percebido, o homem tem evitado consulta com o urologista”, disse preocupado

A palestra foi para os policiais, mas também foi aberta à outros participantes como seu Luís Cardoso SANTOS. Ele fez em agosto seu primeiro exame de próstata, aos 61 anos de idade, mais um típico caso da resistência do sexo masculino em procurar prevenir-se.

 “Aí eu me preocupei com aquilo vendo o pessoal comentando, a rádio mesmo falando, pedindo que a pessoa ficasse mais próximo do médico a respeito do tratamento, então eu achei que aquilo dali era meu caso e eu fui, fiz esse exame”

Os policiais gostaram da iniciativa e o comandante do 17º Batalhão, Major Hudson Carneiro,  se disse satisfeito com o resultado porque, principalmente, por aqui toque retal não está na lista de assuntos mais comentados por militares.

“Com certeza, se no homem já há uma resistência no meio policial mais ainda, mas eu tenho certeza que essa ideia foi tratada aqui no Batalhão com a palestra e muitos aqui saíram conscientes da importância de cuidar da sua saúde”

Deixe um comentário