Por Jacinto Júnior – O abandono da cidade é a principal marca desse desgoverno

Um verdadeiro bairrista não permite ao torrão onde pisa ficar no abandono. Lamentavelmente Codó não pode se orgulhar de seu ilustrado filho que a dirigi. Ele é puro constrangimento, sinônimo de inércia e completa escuridão, suas feições expressam a infelicidade, apesar de, materialmente, ser detentor de significativas posses! 

Nosso bairro – COHAB – vive dias de agruras e angustia. Recentemente, nosso bairro fora contemplado com um CEU – Centro de Artes e Esportes Unificado -, na gestão de Zito Rolim. Local que concentra várias atividades, inclusive, atendimento psicossocial (com as psicólogas e assistentes sociais). Portanto, o CEU agrega outras atividades tais como: skate, voleibol, futsal, basquete, caminhadas e etc.; além é claro, de passeios de famílias com seus filhos menores realizando seu lazer cotidiano.

Porém, já está com 16 (dezesseis) dias que ocorrera um incidente (curto-circuito) com a caixa central. De lá, para cá, não foram tomadas as providencias necessárias para sanar o problema da energia.

A ausência da energia tem gerado problema tanto para os servidores prestadores de serviço, quanto para a própria comunidade. Pois a ausência da energia compromete a qualidade do serviço à comunidade.

Quanto à noite a escuridão predomina e isso tem gerado em cada individuo residente do COHAB e, também, adjacente, o medo e o pavor; isto é, as ações de vândalos e assaltantes.

Agora, uma interrogação que não quer calar: quando é que o Poder Público tomará a decisão em repor a energia para garantir maior segurança ao cidadão residente ao COHAB e as áreas adjacentes?

Conforme demonstram as fotos – que fiz questão de tirá-las no período noturno para que o setor responsável possa imediatamente recompor a caixa central do prédio e normalize o fornecimento de energia do CEU – à noite torna-se praticamente impossível que os moradores possam usufruir desse ambiente.

Como cidadão que paga impostos como IPTU, solicito o imediato reparo desse problema porque passa o CEU do COHAB.

É até vergonhoso que seja feita uma crítica pública de um cidadão comum exigindo o reparo de um problema simples de ser solucionado. Espero que a gestão não argumente que, para resolver esse problema é preciso realizar um processo licitatório e que o mesmo demandará algum tempo para fechar e, enquanto isso, a comunidade precisa ter paciência e aguardar.

Seria muito cômico se, tal fato, se tornasse uma justificativa plausível com o propósito de debelar o problema do CEU. Seria motivo para gracejos e piadas!

Esperamos que tal o desgoverno se sensibilize e olhe para o problema com um olhar humano. Portanto, ficaremos na expectativa e acompanhando o problema até ser solucionado definitivamente.

POR JACINTO JUNIOR

2 comentários sobre “Por Jacinto Júnior – O abandono da cidade é a principal marca desse desgoverno”

  1. ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!! URGENTE, O MUNICIPIO DE CODÓ, AVISA A TODOS OS EMPRESARIOS DE BARES E LANCHONETES, QUE PODEM COLOCAR SEUS EMPREENDIMENTOS NO LOGRADOUROS PÚBLICOS (PRAÇAS, CALÇADAS, ETC), NA CONDIÇÃO DE VOTAREM NA PROXIMA ELEIÇÕES NO ATUAL MANDATÁRIOS.

Deixe um comentário