Projeto Social e moradores do Morro da Televisão continuam sofrendo com falta de água na torneira

No chamado Morro da Televisão, divisa de dois bairros (São Pedro/São Francisco), encontramos água forte nas torneiras, mas isso é um privilégio por aqui porque o fornecimento é muito irregular.

Na casa de seu Haroldo Carinam não é todo dia que a torneira jorra.

Já passou até de 5 dias sem água…CINCO DIAS SEM ÁGUA? Já…PRO CIDADÃO É TERRÍVEL? Com certeza, porque não tem um jeito de apelar aqui em cima do morro, como ajudar a família, nós só espera mesmo pela água que nós tem encanada”, disse o aposentado.

Esta irregularidade no fornecimento não atinge apenas residências aqui do MORRO, projetos sociais que são desenvolvidos aqui em cima também têm sido vítimas, em especial um tem sido atingido de forma  mais severa pela falta de água.

CRIANÇAS RECLAMANDO

Estamos falando do projeto MONTE SANTO administrado por uma Igreja Evangélica Presbiteriana. O prédio fica numa das partes mais altas do morro e faz tempo que as 150 crianças atendidas veem sendo prejudicadas.

 “Pois aqui não tem água pois não dá pra lavar vasilha, lavar as mãos, pra cozinhar também…E ISSO ATRAPALHA O PROJETO? Atrapalha…AS VEZES É PRECISO IR PRA CASA MAIS CEDO POR CAUSA DESSES PROBLEMAS? Sim, muitas vezes”, nos revelou uma criança beneficiária do projeto chamada Nathália Cardoso.

A professora lembrou  e as crianças destacaram que já houve semana em que se alimentaram apenas com frutas.

 “Por conta d’água  que lavar as vasilhas, não tinha água pra fazer a comida também…FICOU SÓ NAS FRUTAS? Ficou só nas frutas…GOSTARIA QUE FOSSE DIFERENTE? Seria bom né”, afirmou Evelin Vitória Alves da Silva

Ano passado as aulas tiveram que encerrar as atividades antes do tempo previsto, pode acontecer novamente este ano afirmou a professora Karina da Conceição por a situação permanece a mesma e o pior sem solução apresentada pelo SAAE.

“Quando chega aqui é à noite, à noite aí as meninas da cozinha tem que tá acordando altas horas da madrugada, tá vindo aqui no projeto, corre até o risco  de alguém pegar ela e é muito perigoso (…) SOLUÇÃO DO SAAE, APRESENTOU NENHUMA? Nenhuma, nenhuma, nenhuma, nenhuma…DIZEM O QUÊ? Simplesmente não dão resposta pra gente e quando dão é só que é alto e que não tem solução”

 “Se tivesse um poço aqui que desse pra pegar água pra trazer pro projeto…SERIA MELHOR? Seria”, completou Nathália Cardoso.

Um comentário sobre “Projeto Social e moradores do Morro da Televisão continuam sofrendo com falta de água na torneira”

  1. Período de forte estiagem e desperdício causa desabastecimento pontual no Morro da TV

    Em matéria divulgada na fan page oficial do SAAE e em alguns blogs do município de Codó, datada do dia 12 de abril, a autarquia informou a última ação realizada para solucionar histórico problema de desabastecimento da área conhecida como Morro da TV.

    TRECHO DA MATÉRIA:

    “Na noite de ontem, terça-feira 12, equipe da diretoria de operações, instalou o último equipamento para a solucionar o problema em definitivo. Trata-se de uma bomba ‘booster’ que é implantada na rede de 50 mm e que impulsiona a água para chegar até o local mais elevado, a chamada ponta de rede, na última residência.
    Ontem mesmo foi verificado que a água chegou com pressão normal, onde antes nunca tinha chegado satisfatoriamente. O SAAE continua monitorando em outros momentos de pico de consumo, para que a pressão na rede seja nivelada em toda sua extensão. ”

    ESTIAGEM, FORTE CALOR E DESPERDÍCIO CAUSA DESABASTECIMENTO

    O que os técnicos do SAAE detectaram foi, além dos problemas de relevo já mencionados e, apesar de todos os esforços feitos para solucionar o problema. Que o período de forte calor e estiagem, aliado ao grande desperdício de água por parte das residências que se encontram na parte mais baixa do morro, está causando desabastecimento pontual nas residências localizadas nas áreas mais elevadas.

    Reforçamos o pedido de colaboração e compreensão de todos.

    SAAE/Codó – Mais avanço, mais conquistas no Saneamento Básico.

    ASCOM/SAAE – Coordenação de Comunicação e Educação Ambiental.

Deixe uma resposta