SAAE desiste de esperar pela CEMAR e resolve sozinho falta de energia em poço do São Francisco

Na terça-feira, parte da população do Bairro São Francisco, ficou sem abasteciimento de água do SAAE por 6 horas ininterruptas. A causa foi o furto de um cabo multiplexado de 6 milímetros de cobre, material bastante cobiçado pelos bandidos que vendem o metal para comprar drogas.

Kadson Kos, diretor operacional do SAAE, concedeu entrevista ao jornalista Sena Freitas (FCTV). Explicou que o fornecimento só retornou às 18h da terça-feira, ainda, porque o Serviço Autônomo de Água e Esgoto resolveu desistir de esperar pela CEMAR.

Uma equipe do próprio SAAE consertou o cabo e fez o posto PT-18, que fica na rua Pernambuco, São Francisco, voltar a funcionar com energia elétrica.

“De pronto atendimento a nossa equipe foi ao local e fez toda a instalação, que é de propriedade da CEMAR, mas para que a população não ficasse sem abastecimento nós com a nossa mão de obra própria fizemos o restabelecimento desse cabo elétrico fazendo essa normalização do sistema”

“É de responsabilidade da CEMAR, mas como a CEMAR não respondeu em tempo hábil à nossa solicitação a gente teve que fazer com a nossa equipe própria pra não deixar a população desabastecida”, comcpletou

PREJUÍZO

Segundo o diretor operacional, o prejuízo material para a autarquia foi minimo, mas não se pode dizer a mesma coisa sobre prejuízos à população que passou 6 horas sem água nas torneiras.

“O prejuízo material foi mínimo, mas o prejuízo em relação à população foi muito grande porque a população ficou desabastecida por seis horas ininterruptas , então seis horas, todo um bairro desabastecido é um dano muito grande em relação ao serviço de continuidade do abastecimento”, garantiu Kadson

2 comentários sobre “SAAE desiste de esperar pela CEMAR e resolve sozinho falta de energia em poço do São Francisco”

Deixe uma resposta