Servidores da AGED regional Codó entram em greve por tempo indeterminado

Os servidores do escritório da AGED em Codó  e regional estão de greve, em apoio aos demais do resto do Maranhão. A reivindicação principal é a realização de um concurso público prometido pelo governador Flávio Dino, nunca realizado.

O delegado regional do sindicado que representa a categoria, Marcelino Junior, explicou que a promessa do governo vem de longe e que já existe até notícia de que o número de vagas do concurso que nunca sai já seria reduzida de 100 para 70, o que não ajudaria em nada.

“Isso já vem se arrastando, Acélio, desde o ano passado, aliás desde 2014. Prometeu que esse concurso ia ser feito em maio, não foi publicado, arrastou para o segundo semestre do ano, julho, prometeram que sair no final do mês passado, não publicaram o concurso (…) das 150 vagas que estava sendo prevista para ser publicada no edital, só seria oferecida somente 70 vagas…INSUFICIENTE? impossível, não tem como, não tem como”, explicou

A situação é crítica, de acordo com informações da médica veterinária Ana Raiza Verde Abas, chefe do escritório da Aged em Codó. Falta gente para trabalhar.

“Em termos de regional nós temos seis municípios, dentro da regional (Codó, Timbiras, Coroatá, Peritoró, Alto Alegre do MA e São Mateus) e temos, dentro do quadro de fiscalização agropecuária 15 funcionários, então se for dividir aí não dá três por escritório”, disse

Muita coisa deixa de ser feita por conta do baixo efetivo.

“Todo o trabalho de defesa e inspeção, tanto da área animal, quanto da vegetal, estão comprometidos por conta disso, porque nós temos trabalhos aí de diversos programas, principal Febre Aftosa, temos trabalho de controle de Brucelose, Tuberculose. Temos trabalhos na área de caprinos e ovinos , na área de equídeos, então uma série de programas, os programas também da área de vegetal que também ficam comprometidos por conta da falta de pessoal…TEM ESCRITÓRIO COM UMA PESSOA SÓ? tem escritório trabalhando com uma pessoa e tem escritório trabalhando com uma pessoa que não é efetiva, é contratada”, justificou

A greve segue sem prazo determinado para acabar.

2 comentários sobre “Servidores da AGED regional Codó entram em greve por tempo indeterminado”

  1. Felicidade deixe de idiotice, o Governador do Maranhão é o Flávio Dino e só ele pode resolver isso e o Francisco Nagib na primeira eleição não foi eleito tudo tem seu dia não jogue pedra em quem voce não conhece o Pedro.

Deixe um comentário