Venda de bebida em garrafas de vidro volta a ser liberada em Codó

A medida foi anunciada após uma reunião realizada na semana passada entre o Delegado Regional Alcides Martins e o Secretário de Cultura e Igualdade Racial Augusto Serra.

A venda de Bebidas e/ou alimentos em recipientes de vidro (Garrafas e Pratos) em festas e shows estava temporariamente proibida por orientação da própria policia civil, sob a alegação de medidas de segurança.

 A medida de proibição teve repercussão negativa no meio artístico, muitos produtores culturais e fazedores de festa procuraram a Secretaria Municipal de Cultura e até mesmo a própria Delegacia de Policia, alegando está tendo prejuízos  na realização dos seus eventos devido a não aceitação da bebida em lata.

O fato chamou a atenção do Secretário de Cultura Augusto Serra,  que além de secretário  também é Conselheiro Municipal e Estadual de Cultura.

REUNIÃO COM DELEGADO

Diante do impasse, o secretário agendou uma reunião com o Delegado Alcides Martins para buscarem uma alternativa para o problema, participou também da reunião uma comissão de produtores culturais representando a categoria.

No final da reunião, ficou estabelecida a liberação da venda de bebidas em garrafas em eventos de pequeno e médio porte nas dependências dos clubes, com atrações locais e nas chamadas festas de mesa.

Para o secretário Augusto Serra, ainda tem muita coisa pra ser resolvida, e isso só será possível com a existência de uma legislação municipal especifica que regule os horários e funcionamento das casas de eventos, de shows e eventos em vias publicas, da organização dos produtores culturais, dos músicos e de todos os envolvidos.

“É necessário que as autoridades compreendam que só discurso não resolve o problema, não podemos apenas jogar a responsabilidade para a autoridade policial, precisamos agir, poder publico e sociedade civil juntos na construção do melhor para o nosso município”, finalizou o secretário.

ASCOM/ SEMCIR

Um comentário sobre “Venda de bebida em garrafas de vidro volta a ser liberada em Codó”

Deixe um comentário