MEDICAMENTOS: Governo Flávio Dino abandonou Codó em 2015

O governador Flávio Dino não vem sendo amigo da população de Codó no que concerne à mandar verba para complementar a compra de medicamentos a serem usados e distribuídos nos serviços da atenção básica de saúde do município.

A revelação foi feita ontem, 16, pelo próprio secretário de saúde de Codó, Ricardo Torres, na audiência pública de prestação de contas de sua secretaria na Câmara Municipal.

Inicialmente Torres explicou, em entrevista à imprensa, que os governos federal e estadual têm responsabilidades a cumprir neste sentido.

“O Fluxo de medicação e materiais no hospital é semanal, não é nem mensal. O que acontece, nós temos a obrigação do governo Federal repassar recursos para medicamentos, nós temos a obrigação do Estado do Maranhão também repassar”, disse

ESTADO ENVIOU NADA EM 2015

Na sequência de sua fala explicou que o governo Federal há 2 meses não envia a verba, já o governo de Flávio Dino nunca mandou uma vez sequer a sua parte durante todo o ano de 2015.

“O Estado, por exemplo, não repassa, não repassa, pelo menos em 2015 nós não temos registro de nenhum repasse financeiro de verba pra medicação. O Governo Federal já a cerca de 2 meses não repassa a parte da Atenção Básica”, afirmou

O secretário municipal também falou dos efeitos da ausência desses repasses no cotidiano dos serviços prestados na Farmácia Básica e até no Hospital Geral Municipal.

(…) Então, o que isso significa, o município tem que arcar com mais recursos porque os outros entes deixam de cumprir suas responsabilidades, o município tem que arcar com isso só que num ambiente de crise como nós sabemos que todo o país vive, o município é o mais afetado com tudo isso, então o município faz o que pode, sempre compra, por exemplo, hoje tá chegando um carregamento de medicação no HGM, sexta-feira ou sábado chega outro carregamento, mas são carregamentos que pelo fluxo do hospital isso não deve durar mais do que 4 ou 5 dias, considerando o volume de procedimentos”, disse   OUÇA A ENTREVISTA

9 comentários sobre “MEDICAMENTOS: Governo Flávio Dino abandonou Codó em 2015”

  1. A culpa, de não ter medicamentos no HGM e postos de saúde é do Governador? Cadê os recursos do município? Cadê o dinheiro que Tava aqui? Cd o prefeito de Codó,que abandonou totalmente a população? Por isso que falo zito é o pior prefeito, da história de Codó.ainda tem candidato,querendo o apoio dele,esquecendo da rejeição, a resposta o povo vai dar.

  2. Então, O Sr. Secretário De Saúde Dr. Ricardo Torres teve a coragem de falar parabéns.Ele quer mandar para 10 KM de asfalto que dá para asfaltar no máximo 06(seis) ruas, isto é humilhante, e a nossa contribuição com impostos é muito grande quase 800.000,00 Milhões; Mas existem Manés(babacas) que não sabem o falam, e dizem asneiras. Ele não gosta do nosso povo; O Zito é um dos melhores Prefeito do Brasil, ele acha que vai prejudicar o Prefeito, mas tá prejudicando é a população, porque O ZITO-PREFEITO tem 80% de aprovação, e isto mata de inveja, ele é abençoado; O Governador também esquece que teve 65% dos votos dos codoenses. Ele só vê Caxias para é tudo, para Bacabal, Para Imperatriz; Vocês Não viram o que ele fez com a Prefeita de Lago da Pedra em que ele não à deixou falar. Leia, se informe! Deus é Maior>

  3. SE FALTA MEDICAMENTOS, ENTÃO AS EMPRESAS QUE FORNECEM MEDICAMENTOS DEVEM ABANDONAR OS PROCESSO LICITATÓRIOS. VAMOS OLHAR CADA NOTA FISCAL PAGA ESTE ANO E EQUIPARAR COM AS CONVERSAS E VERIFICAR OS DEPÓSITOS DE MEDICAMENTOS DO MUNICÍPIO. ACHO QUE IREMOS ENCONTRAR ARROZ NESSE PANEIRO SEM PALHA. ESSA FARMÁCIA BÁSICA RECEBE TODO MÊS DINHEIRO DO GOVERNO E QUANDO SE VAI LÁ AS PRATELEIRAS SEMPRE ESTÃO VAZIAS. SERÁ QUE NÃO DÁ TEMPO DE TIRAR NEM DO CAMINHÃO E COLOCAR NAS PRATELEIRAS ?

  4. Quem bota a mão nos impostos, são Governo do Estado e Governo Federal, depois é que repassam para os municípios. Saúde do município, os dois governos é quem manda os recursos.

    Porque Flávio Dino não faz a parte dele, ja que ele teve a maior votação aqui? E o povo, como fica?

  5. Se o governo estadual mandar verbas para medicamentos, talvez essas verbas sejam usadas para outros fins.

    E eu gostaria de perguntar se o prefeito tem mesmo essa aprovação de 80% depois que foi divulgada a compra de Flocão ao preço de R$ 7,50.

  6. Melhor do que ficar brigando por candidatos, seria cobra do governador mais ação no município de Codó. Faz falta verdadeiros deputados de Codó. Vamos sofrendo para aprendermos a votar nos nossos candidatos de Codó. Aprendam irmãos.

Deixe uma resposta