Vereador organiza ‘Jogo da Saudade’ para resgatar época de ouro do Handebol codoense

Timão das antigas
Timão das antigas

O handebol no município de Codó já teve sua época áurea, principalmente nos jogos escolares codoenses. Grandes rivalidades eram evidenciadas em tradicionais disputas estudantis. As maiores potências do handebol codoense eram as escolas Luzenir Matta Roma, Complexo Renê Bayma e Senador Archer.

Em confrontos emocionantes e bastante acirrados entre as principais forças do handebol codoense, o esporte cresceu e revelou vários atletas importantes, que até hoje contribuem significativamente com a formação e a preparação des novos desportistas em Codó.

Fizeram parte desse grupo seleto: De Assis, Coqueiro, Gutin, Jefferson, Alemão, Benedito Barroso, Erivelton, Laévio, Paulo Garrido, Renato, Douglas, Fernando, Max Tony, Reinaldo, Cândido, Márcio Esmero, Paulo Guedelha, Ricardo, Fredson, Orlando, Paulinho Baião, Dionísio, Nando e outros nomes que prestaram relevante contribuição na época. Pelas mulheres: Nina, Socorrinha, Nira, Rosângela, Adelaide entre outros nomes importantes. Vale lembrar o apoio irrestrito e o incentivo, sempre apaixonado, de três diretoras que faziam a diferença: Dona Socorro Silva, Dona Iracema e Dona Crisantina que não faltavam um jogo.

Nessa época também surgiram equipes como GUEC, organizada pelo sempre apaixonado Gutin, PRACINHA pelo De Assis e o GISA, organizado pelo Cândido, hoje cinegrafista da TV Mirante. “Mesmo sem o devido apoio, esses desportistas conseguiram realizar vários amistosos com municípios vizinhos, instituir a Seleção Codoense de Handebol e organizar campeonatos fora do calendário dos jogos escolares, que fizeram a história do esporte em Codó. Tempos bons!”, relembra Max Tony

Hoje, o cenário contrasta bastante com o de alguns anos atrás e o handebol de Codó parece estar no ostracismo. Por esta razão o vereador Pastor Max, que integrou aquele grupo, está organizando, juntamente com alguns personagens importantes da época, o 1º JOGO DA SAUDADE. A iniciativa tem como objetivo mostrar para as novas gerações os atletas que fortaleceram o handebol no município de Codó, bem como despertar o olhar das autoridades para incentivar o esporte, estabelecendo um calendário de competições importantes para que o mesmo volte a ganhar força.

O vereador ainda pretende organizar uma escolinha de handebol para crianças e adolescentes em vulnerabilidade social das periferias de Codó, mostrando o poder transformador do esporte.O evento está previsto para acontecer no dia 29 de junho e vários desportistas já confirmaram presença. Além disso, o evento terá cunho beneficente, pois a entrada será 01 kg de alimento não perecível. Haverá também uma homenagem importante para as ex-diretoras: Socorro Silva, Dona Iracema e Dona Crisantina.

Acontecerá simultaneamente o encontro de gerações do futsal codoense, com participação de Acir Brandão, Zequinha Brandão, Riba do Mangueirinha, Jackson, James, Professor Fredson, etc.

Ascom – Vereador Max Tony

2 comentários sobre “Vereador organiza ‘Jogo da Saudade’ para resgatar época de ouro do Handebol codoense”

  1. Desculpe, essa era foi o inicio da grandeza do handebol Codoense que hoje desde criado o Clube Hollanda e a Base Colégio Batista estão sempre revelando atletas, vale lembrar que pela primeira vez um codoense foi convocado para a seleção brasileira de handebol categoria cadete até 16 anos, o atleta Fabricio e muitos se destacam atualmente e se destacaram: leonardo, lucas, rodrigo, Karol, Marcio,Wesley, sempre disputando competiçoes nacionais. Vale relembrar porque estes foram o incentivo para grandes atletas que existem hoje

    1. SÓ PARA NÃO COMETERMOS INJUSTIÇAS COM NENHUM OUTRO ATLETA CODOENSE QUERO PEDIR DESCULPAS SE POR ACASO FICOU ESQUECIDO ALGUNS NOMES OU FOTOS QUE ESTAMOS DIVULGANDO PARA ESSE JOGO DE ENCONTRO DE GERAÇÕES. E UM PEQUENO LEMBRETE A ATLETA MARIA DO SOCORRO DUALIBE MACHADO FILHA, CONHECIDA COMO SOCORRINHA ATÉ AONDE VAI O MEU CONHECIMENTO NESSA MODALIDADE FOI CONVOCADA E FEZ PARTE DA SELEÇÃO MARANHENSE E BRASILEIRA DE HANDBALL NA DÉCADA DE 80, ALÉM DE OUTROS ATLETAS CONTERRÂNEOS NOSSOS QUE POR UM MOTIVO OU OUTRO JOGAVAM EM CAXIAS, SANTA INÊZ E SÃO LUIS QUE TAMBÉM REPRESENTARAM AS SELEÇÕES CITADAS. MAS O IMPORTANTE, É QUE A CHAMA DO HANDBALL PERMANEÇA EM NOSSOS CORAÇÕES E A GERAÇÃO PRESENTE E FUTURA POSSAM DÁ SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O AVANÇO DESSA MODALIDADE E DO DESPORTO DE CODÓ.
      PROFESSOR: GUTIN

Deixe um comentário