Vídeo mostra que tiros da PM que atingiram mulher em Codó não foram dados na altura dos pneus

Este vídeo feito pelo blogdoacelio mostra a altura em que os tiros foram  disparados por policiais militares na noite do dia 28 de março contra um carro com registro de roubo, tiros estes que atingiram e deixaram em estado grave a frentista Rosely Pacheco Freire.

A imagem diverge da versão apresentada pela Polícia Militar sobre como agiram os policiais diante da recusa do casal que ocupava o veículo em  parar após uma  ordem de comando.

“Os policiais militares seguiram este veículo por várias ruas e avenidas de Codó e, ao aproximarem, um policial militar efetuou disparo nos pneus do veículo, na parte debaixo do veículo, imobilizando o veículo, infelizmente  pode ter sido um projétil, um estilhaço, atingiu uma passageira dessa veículo”, disse o comandante à imprensa na sexta-feira, 29, dia seguinte ao ocorrido.

O motorista que desobedeceu a ordem de parar é David Sousa de Oliveira. Ao ser abordado com carro roubado o delegado Zilmar Santana contou à imprensa  que a polícia resolveu ir à casa dele em busca dos documentos verdadeiros do veículo que ele alegava ter.

Lá encontrou mais documentos falsos, balança de precisão, maconha e cocaína. Na mesma residência foi preso Ademir  Serra ‘o Serrinha’, suspeito de ter vendido o carro roubado apreendido na operação.

“Os dois indivíduos, o condutor do veículo e o Ademir, estão sendo conduzidos por tráfico entre outros crimes, por outros crimes, e também pela posse do veículo roubado, além de documentação, foi encontrado também um documento de um veículo falso, um documento roubado, no caso, encontrado no interior da residência”, disse o delegado.

SOBRE A MULHER

Delegado e comandante da PM também já se manifestaram sobre os tiros que atingiram a mulher.

Zilmar Santana –    “No decorrer do flagrante eles (os policiais) já estão prestando os esclarecimentos devidos,  as circunstâncias dos disparos efetuados, já estão sendo abertos e, posteriormente, também se apurará haja vista que a droga foi encontrada na residência da mulher também, a conduta dela, bem como a conduta dos policiais”

Tenente-coronel Jurandir de Sousa  Braga –  “Qualquer procedimento, se resultar em delito, é apurado administrativamente ou penalmente pela Polícia Civil”

8 comentários sobre “Vídeo mostra que tiros da PM que atingiram mulher em Codó não foram dados na altura dos pneus”

  1. Meu amigo velho, é triste o fato da mulher está tetraplegica, agora, só falta culpar a polícia pelo o roubo do carro e pela droga encontrada na casa da própria… brincadeira… sabia muito bem com quem ela andava.

    1. Isso é informação de credibilidade e confiança.

      A palavra competência realmente ficou para poucos que pensam que um blog informativo é puxar saco de político ou fazer críticas por puxar saco de político opositor.

      Assistindo ao vídeo é observado imagem com perfurações no veículo que a primeira impressão distoa da versão policial de que o tiro que atingiu a moça foi apenas estilhaços ou ricochete de tiro nos pneus.

      Parabéns pela competente cobertura ao caso Sr Acélio Trindade, pois não ficou apenas em declarações da polícia.

      E neste caso aonde fica a polícia científica?

  2. Era pra ter acertado era a cabeça dele. Estávamos livre. Parabéns a Policia. Ainda vai aparecer Advogado vagabundo, querendo acusar a Policia.

  3. A polícia não pode sair atirando nas pessoas, não importa quem são. Pois a questão é: houve troca de tiros? Os ocupantes do veículo apresentavam ameaças/perigo aos policiais? Ao meu ver existem outros meios de parar um carro.

Deixe uma resposta