A SEMANA em 10 FRASES

1 – “A gente ver a vontade do povo de, realmente, querer uma mudança, mas uma mudança positiva”, Chiquinho Oliveira, empresário, 16.06.2014, na FCTV, sobre momento político no Maranhão.

2 – “É um jovem largamente experiente, curtido dos embates da vida pública”, Edison Lobão, Ministro de Minas e Energia, 16.06.2014, em entrevista ao jornalista Alberto Barros, na cidade de Coroatá, sobre Lobão Filho.

3 – “Nós não estamos conversando com o povo para pedir voto”,  Lobão Filho, senador da República, 16.06.2014, na FCTV, falando sobre suas incursões pelo interior do Estado do Maranhão antes de ter candidatura oficializada pelo PMDB.

4 – “Quem tem 2º grau hoje, senhor presidente, não tem nem escolaridade”, Leonel Filho, vereador, 16.06.2014, sobre educação e oportunidade de vagas no mercado de Trabalho.

5 – “Ser humano não merece viver do jeito que a gente vive aqui”, Marco Antonio Farias Rocha, lavrador, 19.06.2014, na TV Mirante, sobre condições de moradia da Vila 13, bairro São Raimundo, em Timbiras.

6 – “Só fazer é muito fácil, o difícil é pensar”, Adilson Reis Pinto de Sousa,  diretor regional SESI/SENAI, em discurso da aula inaugural da Unidade Móvel Senai no pátio da empresa FC Oliveira

7 – “Nunca nem pensei que aqui no HGM tem um atendimento desse jeito, aqui é excelente”,  ouvinte da FCFM, não identificado, 20.06.2014, elogiando o Hospital Geral Municipal

8 – “Os presos adoram estuprador, principalmente de criança”¸ Geraldo Sanches,  radialista, 20.06.2014, no Jornal da Mirante AM, sobre o caso do homem de 25 anos (Vânderson) que violentou a própria sobrinha de 6 anos de idade.

9 – “Não só críticas, mas quando a pessoa faz a coisa da forma correta também tem que ser observado este ponto”, Wellington Junior, motorista, 20.06.2014, na FCFM, agradecendo ao prefeito Fabrízio do Foto (Timbiras) por reajustar salário dos funcionários do SAMU.

10 – “Nunca mais passou nada aqui nesse pedaço de chão”¸ Martins Lima, aposentado, 21.06.2014, na TV Mirante, reclamando das condições da rua Santa Luzia, Codó Novo, que desde o governo de Ricardo Archer nunca mais viu reforma.

Deixe uma resposta