CASO SETÚBAL: Ministério Público recebe denúncia de que crianças de Timbiras estão sem transporte escolar

Foi protocolada representação no Ministério Público Estadual, dia 27 de março deste ano, denunciando à Promotoria de Justiça a situação por que passam 23 alunos da comunidade rural de Setúbal, no município de Timbiras.

Texto da denúncia abaixo:

Diz o relato feito à promotora, Natália Macêdo, que as crianças estão sem transporte e só chegam à escola MANOEL BURGOS e à PRÉ-ESCOLA MONTEIRO LOBATO aquelas crianças cujos pais conseguem comprar gasolina para trazê-las de moto até a cidade, a opção dois é vir de bicicleta por cerca de 3,5 km (mesma distância pra voltar com as crianças e seus pais com fome, se for à tarde após todo um dia de trabalho na roça).

Uma estudante da Newton Belo também está na mesma dificuldade, por isso são 23 prejudicados e não apenas 22 como aparece no documento protocolado.

A PREFEITURA DIZ O QUÊ?

A própria representação relata que a Prefeitura de Timbiras, por meio da Secretaria de Educação, já tentou justificar este absurdo dizendo que a culpa é da falta de licitação para a contratação de empresas de transporte escolar, pasmem, em pleno mês de abril de 2019.

(Lembremos que após investigação do próprio Ministério Público, feita em 2018, as duas empresas que atuaram em Timbiras tiveram o contrato rescindido pelo prefeito Antonio Borba, a Ciretran constatou que da frota anterior fazia parte até veículo com placa clonada).

O Ministério Público ainda não disse que providências já tomou a partir da representação que relata a situação vivida por estudantes de Setúbal.

 

2 comentários sobre “CASO SETÚBAL: Ministério Público recebe denúncia de que crianças de Timbiras estão sem transporte escolar”

  1. Está chegando a hora desse prefeito ir embora outra vez e espero q nunca mais volte. Timbiras não reelege quem não mostra resultados.

Deixe uma resposta