CAWEB emite nota avisando que continua sofrendo SABOTAGEM

A administração do maior provedor de internet de Codó, CAWEB, continua emitindo uma nota de alerta aos seus usuários avisando-os dos motivos de uma lentidão que tem, realmente, incomodado e até levado à desistência de alguns de continuarem clientes da empresa.

Agora quem abre a plataforma para colocar senha e login ler a frase que diz que o provedor continua sofrendo ataques de hackers (ou de crackers – os mal intencionados) e tacha o evento criminoso de SABOTAGEM.

Segundo o aviso, providências, inclusive policiais e jurídicas, estão sendo tomadas pela direção da empresa que é de propriedade do competente médico, Dr. Carlos.

O PROBLEMA, que já está registrado na delegacia de Codó e nas mãos de uma polícia especializada em crimes cibernéticos, começou na semana passada e, ao que parece, ainda não teve fim.

9 comentários sobre “CAWEB emite nota avisando que continua sofrendo SABOTAGEM”

  1. Como vs falam que caweb e o maior de Codó? Esse provedor não tem nem qualidade de sevisso e de banda. Tem nem vergonha de vender 512 kbs A 60 RS .isso e um ….. por isso que a internet da oi não presta por causa desse provedores incubados … Nenhum desse provedor em Codó são ….. Todos linhas DSL da oi.

    1. VC ta desinformada caweb e o unico provedor licenciado pela anatel e Caweb usar embratel e a embratel vende megas muito caro para a Caweb por isso que a Caweb só pode vender 512k mas a empresa já esta mudando de operadora e vai poder vender pranos de 1mega até 200 megas OK

  2. Pelo visto o sr sabe que é. Pega uns ciganos e da um taca , mas uma taça segura e ai vamos ver o que acontece. Sou cliente do sr. E já estou desistindo de trabalhar com sr. Boa sorte

  3. Acredito que esta conversa de que alguém está invadindo o sistema é mentira. Tem muitos cliente só quer ganhar…ganhar e não fez os investimentos necessários
    Sr. quem não tem competência não se estabelece, pense nisso amigão.

  4. Em paises desenvolvidos para cada um dólar investido são gastos 5 dólares para proteger o sistema dos hackers. No Brasil os empresários não querem gastar nada em proteção. Então quem sofre somos nós.

Deixe uma resposta