CODÓ – 12ª Marcha Zumbi dos Palmares apostou na conscientização de estudantes

Há 12 anos  pessoas vão às ruas de Codó manifestar sua indignação contra  toda forma de discriminação relacionada à  pessoas negras. Fazem isso  na chamada Marcha Zumbi dos Palmares.

Este ano a Marcha apostou numa conscientização que pode gerar resultados agora, mas, sobretudo, no futuro. Por isso levou estudantes para a manifestação. Depois de participarem de uma semana com atividades relacionadas nas escolas, crianças e adolescentes participaram pela manhã, nesta terça-feira, 20, já conscientes de que o preconceito precisa acabar urgentemente.

“Porque é errado”, justificou  a pequena Débora Shopia Rodrigues

Mariele Santos  disse que ainda se ver muito desrespeito nas escolas de Codó.

 “É piada, mal gosto, fazem brincadeiras que as pessoas não gostam também…ISSO DEVERIA ACABAR MARIELE? Sim…POR QUÊ? É por causa que todas as pessoas são iguais, nenhuma é diferente, tinha que acabar isso”, respondeu com segurança

Contra tudo isso, muitas atividades de conscientização nas escolas encerradas com a  marcha Zumbi dos Palmares.

 “O trabalho educativo que nós realizamos nas escolas e é o momento que nós podemos trazer nossos alunos e mostrar, trazer a questão da autoestima, do resgate da sua negritude, Codó é uma cidade, essencialmente negra então não podemos deixar de fazer a Marcha Zumbi dos Palmares”, destacou a professora Joseane Cantanhêde, uma entusiasta da causa.

A coordenadora de Igualdade Racial, Zila Moura,  destacou a finalidade de ter envolvido os estudantes em 2018.

 “Nossas crianças e nossos adolescentes tendo essa consciência eles vão poder multiplicar isso futuramente porque a gente sabe que a que a abolição da escravatura no Brasil foi em 1888, mesmo assim ainda existe ainda, permeia o preconceito depois de tanto tempo, o preconceito, a escravidão camuflada, então nós apostamos aos nossos alunos, nossas crianças, nossos adolescentes tendo essa consciência hoje eles vão mudar essa consciência amanhã”

Deixe um comentário