Codó poderá ter dois turnos na eleição para prefeito

Prefeitura, a viúva milionária

A comissão especial da Câmara que analisa a reforma política deve votar esta semana (nesta terça ou amanhã quarta-feira, 5) o texto final apresentado pelo relator da matéria, deputado federal, Henrique Fontana, que é do PT, do Rio Grande do Sul.

O texto treaz algumas mudanças interessantes. Entre as de destaques estão:

  • Redução do mandato de senador de oito anos para quatro anos e a diminuição da idade de 35 anos para 30 anos para ocupante do cargo;
  • A redução de um ano para seis meses, do prazo mínimo de primeira filiação partidária para que alguém possa se candidatar.
  • Aumento da punição para os partidos que não cumprirem a determinação de aplicar uma parte do fundo partidário em programas de promoção e difusão da participação política partidária de negros e mulheres

E uma que interessa à municípios com população equivalente à de Codó. Está entre as propostas do projeto de reforma política a realização de segundo turno nas eleições municipais para prefeitos de cidades com mais de 100 mil habitantes. Trata-se de uma inovação, pois atualmente, somente aqueles com população acima de 200 mil passam por este tipo de processo eleitoral.

IMAGINE!!

A cidade de Codó é conhecida por sua disputa acirrada onde os grandes não dormem e os pequenos, de respectivos lados, trocam, além de sérias ofensas, tapas pelas ruas. A PM passa a monitorar passeatas e carreatas para que estas não se cruzem no intuito de evitar o que ocorre quando duas torcidas organizadas se encontram em São Paulo, por exemplo.

São três meses muito intensos, as vezes cheios de terror e esculhambação no rádio e na TV. A população é bombardeada com um show de promessas vagas e com a podridão dos candidatos que passam a fazer revelações, muitas delas espúrias, uns sobre os outros. A briga pela viúva milionária é feia.

Imagine isso em duas versões, em dose dupla, em dois turnos.

Sem contar a despesa financeira para cada candidato, as negociatas que terão que ser dobradas, os acertos por debaixo do pano, a mão que lava a outra sem água, e por aí vai.

Tenho minhas dúvidas se o codoense merece isso, duas vezes em um só ano.

3 comentários sobre “Codó poderá ter dois turnos na eleição para prefeito”

  1. deveria ter 4 turnos para vereador, assim passaria pela peneira os inbecís e idiotas, ficaria apenas os aparetimente os bons politicos já nem sei mesmo se exite. uma coisa eu sei que os nossos vereadores já passaram do limite ontem mais uma vez teve um grande espetaculus entre o dois vereadores expedito e joão, um compra e não paga e o outro cobra a divida no plenário a onde vms parar??????????????????????????

  2. MUITO BOM SABER DE NOTICAS ASSIM, MAS EU QUERIA TAMBEM SABER SOBRE AS CONTAS DO SENHOR PREFEITO ZITO ROLIM.E PORQUE ELE ANDA COM UMA LIMINAR DEBAIXO DO BRAÇO PRA NÃO PRESTAR CONTA COM O POVO? SEI ACÉLIO QUE VOCE TEM COMO NÓS DÁ ESSA INFORMAÇÃO.

    ACÉLIO VOCE É COMPETENTISSIMO NESSA ARÉA ASSIM COMO VOCE FOI ATRÁS DAS CONTAS DO BINÉ TAMBEM PODE FAZER A MESMA COM AS DELE ZITO ROLIM.

Deixe um comentário