Com intervenção de Nagib e delegado Rômulo coronel Ernesto França liberta promotores de festas de Codó da perseguição

Na noite de ontem, 14, no auditório da Associação dos Arrumadores de Codó, localizada na Av. Doutor José Anselmo, bairro São Benedito, teve fim o impasse entre promotores de festas e o Corpo de Bombeiros Militar e Bombeiros Civis.

Uma mobilização política que envolveu o prefeito da cidade, Francisco Nagib e  o vereador delegado Rômulo Vasconcelos trouxe, às pressas, a Codó o coronel Ernesto França, do Corpo de Bombeiros do Estado do Maranhão, que foi muito prático.

Se a questão principal era a presença de bombeiros civis, com o apoio dos Bombeiros Militares, dentro das festas ao preço de R$ 100 cada, ele solucionou da seguinte maneira:

Major Frazão, que se mostrava irredutível quanto a isso, agora vai ter que ministrar um treinamento para quem for indicado pelos promotores de eventos (ou os próprio promotores) para que estes, uma vez capacitados, resolvem pequenos problemas antes da alçadas dos bombeiros civis plantados nas festas.

“O nosso major Frazão, ele vai disponibilizar no quartel a dar treinamento para, por exemplo, você tem quantos funcionários lá – PESSOA RESPONDE, Só eu e uma funcionária lá – então vocês dois com ela vai vir fazer o treinamento pra que quando haver algum fato dessa virtude, o senhor saiba proceder, ela saiba proceder. Então vai ser marcada uma próxima reunião com o prefeito, com o nosso major Frazão para poder dinamizar esse treinamento para que vocês possam ter, lá no próprio estabelecimento, a pessoa que possa resolver essa situação de crise num momento de segurança”, disse

E OS CIVIS?

Os bombeiros civis serão chamados apenas para grandes eventos, sobretudo os promovidos pelo Poder Público, do tipo carnaval e festa junina.

“Aonde a cidade vai promover um grande evento, carnaval, São João, enfim, o bombeiro civil ele é prioridade nessas situações, assim como em outras, mas nessa aqui também a gente relendo a lei do município, né prefeito, o prefeito vai dá uma checada com seu corpo técnico no tocante a este ajuste para que bom tanto para nossos companheiros ali, bombeiros civis, como para essa questão dos bares, restaurantes, casas de eventos onde vão ter seus funcionários treinados para dá esse suporte, então não vai ficar ninguém desamparado vai ficar todo mundo equalizado”

FESTA SEM BOMBEIRO CIVIL, QUANDO?

O Coronel e o prefeito Francisco Nagib deixaram claro que as festas já podem acontecer sem a presença dos indesejados ‘roupas vermelhas’ (alcunha dada aos bombeiros civis que apareciam nas festas por R$ 100) já a partir deste fim de semana.

OUÇA A ENTREVISTA DO PREFEITO

3 comentários sobre “Com intervenção de Nagib e delegado Rômulo coronel Ernesto França liberta promotores de festas de Codó da perseguição”

  1. O pessoal que resolveu investir seu dinheiro para fazer o curso de bombeiro civil, deveriam antes ter procurado informações a respeito da profissão, aí teriam visto que o município de Codó não tem demanda para muitos destes profissionais. Agora tentam se impor querendo que o município os empregue sem necessidade.

Deixe um comentário