Conselheira Tutelar critica pais que levam crianças para trabalho no carnaval

A conselheira tutelar, Iracy de Sousa, em entrevista à rádio Mirante AM, especificamente aos repórteres Silvestre Néres e Hélcio Costa, falou ontem à noite (1º) sobre crianças e adolescentes sendo utilizados pelos pais para trabalharem no carnaval. Ela citou exemplos daqueles que seguem seus responsáveis atrás do trio elétrico.

A conselheira sustentou que se fosse aplicar a lei (ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente) poucos adultos ficariam trabalhando.

“Muitos pais trazem os filhos para a barraca, siga o trio elétrio atrás pra você ver quando eles estão subindo a questão daqueles que estão empurrando os carrinhos, o tanto de infração que existe, realmente, se a gente  fazer o tanto de abordagem como deve ser mesmo ali ia ficar muito pouco dos vendedores”, disse

Revelou que três pais foram abordados e a situação foi resolvida, mas o problema, que considerou de ordem social dado á necessidade financeira dos causadores, persiste.

“A gente ver claramente que eles querem é vender, vender junto com as crianças, com adolescentes, a gente percebe, é só a gente descer atrás do trio elétrico. A gente ainda chegou em uns 3, conversamos conseguimos tirar eles de lá pra frente. É um trabalho humano, é um trabalho de conscientização pra essas pessoas e o que a gente mais se depara, com isso, é com crianças catando latinhas, entra a questão do trabalho infantil, e o nosso lema é que as pessoas brinquem o carnaval, mas não brinquem com o direito das nossas crianças e adolescentes”, concluiu Iracy de Sousa

Deixe um comentário