Coronel revela que 32 pessoas já foram assassinadas em Codó só este ano

Dia 04 de setembro, em audiência pública sobre segurança na Câmara de Dirigentes Logistas, o comandante do 17º BPM, Jurandir de Sousa Braga, falou sobre o que chamou de ‘indicadores’, números de ações policiais comparados aos do ano passado.

Houve mais combate em todas as áreas, mas o tenente-coronel admitiu que não conseguiu avançar no combate ao número de assassinatos dentro de Codó.

ANO PASSADO foram assassinadas 30 pessoas, até a semana passada, quando revelou os dados,  já eram 32 mortes violentas e ainda faltam quatro meses para o fim do ano.

“Só tem um indicador que eu ainda não consegui superar com relação ao ano passado, foi HOMICÍDIO porque ano passado houve 30 homicídio e nós já estamos com 31 homicídios e 1 latrocínio e o ano ainda não acabou, então provavelmente nós vamos ter um aumento de 10% em relação ao ano passado ou 15%, sem dúvida”, disse

1 MÊS SEM MORTE

O comandante se defendeu a partir de uma questão que ele mesmo criou já que o homicídio é, realmente, o crime mais grave.

“Então nós estamos devendo à população de Codó 1 indicador de violência, ah! mas este é o mais grave de todos. Sim, mas todo o trabalho que foi feito, no primeiro semestre, a antipatia que nós passamos, fiscalizando bares, disciplinando horário de bebida alcóolica, local, o desgaste que a Polícia Civil teve, tão aparecendo agora. Então pra quem não lembra ou não acompanha o noticiário policial, semana que vem, Dr. ALCIDES, nós vamos fazer 1 mês sem homicídio em Codó”, disse

TRÁFICO E ARMAS

O comandante também destacou os números de prisão de traficantes que já  subiu de 33 para 51 e o de apreensão de arma de fogo, que saiu de 53 (ano passado) para 85, só este ano.

“Tráfico de drogas foram feitos 33 flagrantes de tráfico de drogas ano passado, nós já estamos com 51. O tráfico de drogas é o nosso alvo, o traficante de drogas em Codó é o nosso inimigo”

“53 apreensões de armas de fogo no ano passado e nós já estamos com 85”, concluiu

2 comentários sobre “Coronel revela que 32 pessoas já foram assassinadas em Codó só este ano”

  1. A justiça vai derrubar essa portaria ilegal de horários.
    Me diz do que adianta toque de recolher e proibir a família Codoense de se divertir a noite se os homicídios aumentaram?
    As autoridades que defendem esse horário de funcionamento não se divertem em Codó.

Deixe um comentário