Dr. Bel critica educação oferecida pelo governo de Nonato Pessoa

Dr. Bel

O médico timbirense, Dr. Bel, esteve na manhã desta sexta-feira, 3, na rádio Eldorado AM de Codó, para ser entrevistado por Valdecir Povão, do programa Cidade em Alerta. Os assuntos foram vários e nós os traremos aos leitores de Timbiras na medida do possível.

Neste post, apenas o que disse o médico sobre Educação. Dr. Bel criticou, o que chamou de situação caótica, fazendo referência à educação ofertada pelo governo de Nonato Pessoa, intitulado Nasce um Nova Timbiras.

Segundo o médico, existem crianças fora da sala de aula e as que conseguiram vagas as vezes ficam sem merenda escolar. Entre suas respostas às indagações de Povão, ele dava sugestões de governabilidade.

“A gente ver as crianças fora da Sala de aula, sem merenda escolar, professores sem incentivos, os alunos sem incentivos, então é melhorar nesse ponto, capacitar mais professores, premiar aqueles alunos que se destacam, isso cada um passa para o outro, cada um quer se destacar, eles vão ser premiados com medalhas com computadores”, disse

ZONA RURAL

Na opinião dele, é preciso dar mais atenção à zona rural, hoje, praticamente, abandonada.

“Dá mais incentivo à zona rural, as escolas da zona rural estão de péssima qualidade, a gente observa, ver só as pessoas reclamando, muitas pessoas até deixam de ir, falta estrada, então a nossa meta é incentivar o professor para que ele possa também incentivar suas aulas com mais motivação”, argumentou

TRANSPORTE ESCOLAR

O radialista Valdecir Povão lembrou que o transporte escolar de Timbiras é feito como em Coroatá, em caminhões paus-de-arara e Bel confirmou.

“Hoje a gente ver que o transporte escolar é muito deficitário, tem caminhões paus-de-arara, isso tudo não é permitido, mas a gente sabe que hoje tem que ser os Ônibus (…) e o transporte tem que ser de qualidade”, afirmou

Ele também cobrou mais qualidade e profissionalismo entre aqueles que são responsáveis pela condução de crianças às escolas, onde o trabalho existe

“A gente clama muito por isso, que pessoas que vão fazer esse transporte que sejam pessoas habilitadas com habilitação em dia, experiência no volante, não é qualquer um, são crianças e essas crianças precisam ser bem cuidadas”, concluiu

Deixe um comentário