Vereadores aliados dão primeiro ‘arrocho’ em prefeito eleito de Codó

Os vereadores foram os convidados de honra de ontem, 18, para conhecerem a nova estrutura administrativa que será executada pelo governo de Francisco Nagib e Ricardo Torres,  cujo slogan será MAIS AVANÇO, MAIS CONQUISTAS.

Valdeck Frota foi quem os representou ao final usando o microfone. Foi sucinto, elogiou a iniciativa de chamar os parlamentares para conhecer o novo organograma administrativo e usou o exemplo do prefeito de Caxias, Léo Coutinho, para pedir à Nagib algo que, na opinião de Frota, Zito deixará como legado – o amor às pessoas.

“Se nós dissermos que Léo Coutinho não foi um bom prefeito, estaremos sendo levianos, mas então o que faltou, por que não foi reeleito? porque faltou amor às pessoas”, discursou eloquentemente, Valdeck, com  experiência peculiar.

ELEIÇÃO DA PRESIDÊNCIA

Por ocasião do evento, nós entrevistamos Expedito Carneiro sobre eleição da presidência da Câmara. Disse que foi a primeira vez que falou sobre o assunto para evitar desentendimentos desnecessários com o grupo formado por 12 vereadores (incluindo ele) que, possivelmente, o conduzirá à direção da Augusta Casa dia 1º de janeiro.

Não citou seu nome como candidato, mas afirmou que tudo leva a crer que só haverá um candidato.

“Todo esse tempo a gente evitou conversar para que não cause nenhum transtorno em alguma imprensa como você colocou muito bem aqui, repórter, as vezes, coloca a matéria distorcida, infelizmente, e a gente tem evitado isso para que não possa gerar nenhum desgaste, nenhuma briga entre o grupo. Graças a Deus o grupo tá unido, grupo esse que quer o bem de Codó como foi colocado aqui, a gente espera e é isso que a gente tá esperando e com isso houve uma união entre nós e eu acredito muito, Acélio, que serpa uma chapa única, terá apenas uma chapa, no dia primeiro de janeiro, um candidato escolhido pelo grupo, definido pelo grupo e que todo grupo está apoiando, eu acredito muito que só estamos esperando dia 1º pra que a gente possa consagrar mais ainda essa união de todos os vereadores”, justificou

REUNIÃO COM O PREFEITO “ARRANHÃO NA COSTELA”

Nagib explica situação para vereadores

Enquanto Nagib concedia entrevista ao blogdoacelio, os vereadores aliados, eleitos e reeleitos, com exceção de pastor Max que não compareceu, formaram uma roda de cadeiras no ambiente (auditório do Hotel FC) e o esperaram terminar a entrevista.

Nagib sentou-se com eles que passaram à ouvi-lo com atenção (alguns de pescoço esticado em direção ao prefeito eleito que falava em tom mais baixo dando a entender que o assunto ali tratado não era para despertar o  interesse de todos os que rodeavam a conversa redonda).

Só na saída conseguir ouvir um deles indagando-o sobre qual era o papo.

Explicou que os vereadores queriam saber sobre empregos. Se poderão indicar pessoas para cargos no Poder Executivo agora super enxugado, uma velha praxe da política nacional que acaba sendo vital para a sobrevivência política do parlamentar municipal.

Conforme o vereador ouvido por nós, a conversa do prefeito não foi de toda animadora.

Em síntese, teria afirmado que poderiam indicar, mas não disse quando, quantos, nem para que cargos ou funções estas indicações políticas funcionariam.

Houve quem já saísse resmungando, porém nada além de  um leve arranhão na ainda, oficialmente,  nem iniciada relação prefeito/vereador 2017/2020.

12 comentários sobre “Vereadores aliados dão primeiro ‘arrocho’ em prefeito eleito de Codó”

  1. A situação é simples e prática:

    Ex-Prefeitos hoje condenados por improbidade administrativa porque contrataram sem concurso.
    O próximo será o atual Prefeito se o Ministério Público atuar como atuou contra os outros ex-Prefeitos.

    Se Nagib contratar sem concurso, vai agradar Vereadores e em contrapartida no futuro vai pagar caro com processos nas costas e devolução ao erário.

    Assim, entre ser prejudicado ou agradar vereador, O QUE VOCÊ FARIA CARO ACÉLIO?

    1. O legado que Zito deixou foi a metade do Salário para os funcionários contratados sem falar que Décimo Terceiro ficou no bolso dele e cadê os 2milhoea da educação. Prefeituras vizinhas pagaram 13° o salário integral sem falar no abono. E em Codó Cadê? Será que professor contratado não é.professor? Trabalhou igual ou melhor que os efetivos.

  2. SÓ TEM UMA SAÍDA, O EXECUTIVO NÃO GOVERNA SEM O LEGISLATIVO, E NÃO TEM ESSA DE DIZER QUE É IMPROBIDADE, FAÇA O CONCURSO E COMPLETA COM CONTRATO, CONTRATO QUE PODEM SER INDICADO PELOS VEREADORES, SE O EXECUTIVO NÃO ABRI MÃO É PARTIR TODOS PRA OPOSIÇÃO.

    1. “Haroldo” você é um despreparado mesmo.
      Contratar sem concurso é crime para o Prefeito e não para Vereador.
      Basta o Prefeito cumprir o que prometeu ao Povo, que os vereadores vem de graça apoioá-lo.
      Se não houver desvios e nem atos de improbidade, Vereador tem que engolir e fazer o seu papel de legislar, fiscalizar e enviar reinvindicações do Povo.

  3. Apesar de não acreditar neu como fonte, vou te dar outro furo. A condução desse vereador à presidência da Câmara foi uma das EXIGÊNCIAS do Zito para apoiar Nagib.

  4. Na curva da votação teria outro candidato,livre das garras do prefeito um candidato de última hora.assim a câmara seria respeitada e não sufocada como vai ser.

  5. O amor às pessoas que faltou ao Léo Coutinho foi o descaso com a morte de bebês na maternidade Carmosina. E pra completar uniram-se ao Fábio Gentil, o Catulé e o Paulo Marinho.

Deixe um comentário