Juiz Eleitoral anuncia boas mudanças para o recadastramento biométrico de Codó

Dr. Rogério Rondon - juiz eleitoral da 69ª zona
Dr. Rogério Rondon – juiz eleitoral da 69ª zona

Desde que o recadastramento biométrico começou em novembro do ano passado quem chega ao cartório eleitoral de Codó tem que estar disposta a esperar como  Marta Leila, que encontramos numa das cadeiras do local vinda da zona rural.

 “Porque é muita gente tem que esperar mesmo…ENTÃO ESTÁ DISPOSTA A ESPERAR? É”, respondeu

O trabalho, até então com número pequeno de servidores à disposição, conseguiu recadastrar cerca de 17 mil dos mais de 81 mil eleitores codoenses, sempre com muito esforço por parte de quem vem atrás da biometria.

MUDANÇAS BOAS

Agora as coisas começam a mudar. No Cartório, o número de pontos de atendimento aumentou de 5 para 11 e a Justiça Eleitoral também vai disponibilizar mais um local para prestar o mesmo serviço.

A partir da próxima quarta-feira, 29 de julho , os eleitores também poderão fazer o recadastramento biométrico  no auditório da escola Ananias Murad. Durante 90 dias, os codoenses poderão contar com um bom  reforço  no atendimento enviado, a pedido dos juízes Rogério Rondon e Ailton Gutemberg,  pelo Tribunal Regional Eleitoral.

O novo local é amplo e mais 10 terminais de atendimento já estão sendo montados. O juiz eleitoral, Dr. Rogério Tognon Rondon, afirmou que com as mudanças a capacidade de atendimento sairá dos modestos 200 atuais para 800 pessoas por dia, mas destacou que é importante uma mobilização maior dos eleitores dentro dos 90 dias.

Ao final deste prazo esta estrutura extra do Tribunal deverá ser deslocada para outro município.

 “Nós conseguimos essa liberação do TRE e eles nos deram, aproximadamente, 90 dias pra funcionamento, então é importante que a gente consiga mobilizar as lideranças, organizar todos os interessados para que possam, os eleitores, concluírem esse recadastramento dentro do prazo máximo de 90 dias”, frisou o magistrado que cuida da zona rural (69ª zona eleitoral).

Neste período vai continuar valendo o interesse maior de cada eleitor, à exemplo do que já fez dona Francisca das Chagas Silva aproveitando a nova estrutura do cartório.

 “Tem uma pessoa que a gente quer que ganhe na política, é um prazer da gente ajudar aquela pessoa”, afirmou a lavradora que veio do povoado Caatinga fazer o recadastramento.

7 comentários sobre “Juiz Eleitoral anuncia boas mudanças para o recadastramento biométrico de Codó”

  1. Não deveria nem ser obrigatório para nós cidadãos essa biometria, ter que enfrentar um mal atendimento no cartório, enfrentar filas enormes e as vezes constrangimentos e perca de tempo, mais vale ressaltar que realmente a quantidade de funcionários do TRE é insignificante para atender essa multidão de eleitores codoenses, já que o referido cartório conta apenas com pouquíssimo funcionários do TRE, já que a maioria dos funcionários que hoje estão lá são funcionários cedidos pela Prefeitura Municipal de Codó. espero que que com ajuda da Prefeitura o TRE consiga concluir esse Trabalho.

  2. Está na hora de Codó ter um Foro Eleitoral, cidades menores, como Estreito já possui, no caso de Codó pode ser mal vontade da Justiça eleitoral e dos políticos locais.

  3. Sinceramente, esse recadastramento é o menos importante nesse momento para a sociedade codoense, as pessoas só vão porque são obrigadas,pois precisam estar em dia com a Justiça Eleitoral.
    Mas seria lindo se no dia eleição, todos fosse cumprir sua obrigação de votar e aí…no final do dia quando estivesse saindo o resultado, todos os votos ou pelo menos metade estivesse em BRANCO.
    No meu ponto de vista, político que só gasta o dinheiro do povo NÃO MERECE VOTO.

  4. Sinceramente, esse recadastramento é o menos importante nesse momento para a sociedade codoense, as pessoas só vão porque são obrigadas,pois precisam estar em dia com a Justiça Eleitoral.

Deixe um comentário