MACRORREGIONAIS: Veja como Flávio Dino trata Codó em relação à saúde

Os hospitais regionais e macrorregionais de alta complexidade, inaugurados pelo Governo do Estado progressivamente, desde setembro de 2015, têm sido instalados para cumprir um papel fundamental de apoiar as redes municipais de saúde, oferecendo uma cobertura estratégica em todo o estado. Os cinco hospitais inaugurados em um ano fazem a cobertura de 142 municípios.

Consolidar essa regionalização tem sido uma das metas da atual gestão para garantir o acesso de toda a população a um Sistema Único de Saúde (SUS) institucionalmente solidário, assistencialmente resolutivo e humanamente digno.

Nesse modelo é possível estabelecer uma política de saúde que pensa na assistência médica de maneira inteligente. “Sabemos que não é possível que todos os municípios ofertem os serviços de alta complexidade, pois os valores são altos e dependem de grandes investimentos. Por isso, estamos reestruturando a rede assistencial. A ideia é que toda região de saúde possua um hospital de referência, um Centro de Especialidades Médicas, e um Centro de Especialidade Odontológica”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

As divisões por regiões de saúde fazem parte do Decreto 7.508/11. Art. 2º, que determina que a Região de Saúde seja um espaço geográfico contínuo constituído por agrupamentos de municípios próximos, com comunicação e infraestrutura de transportes compartilhados, com a finalidade de integrar ações e serviços de saúde. O Maranhão possui 19 regiões de saúde: São Luís, Açailândia, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Chapadinha, Codó, Imperatriz, Itapecuru, Pedreiras, Pinheiro, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São João do Patos, Timon, Viana e Zé Doca.

Assim, é formada uma ‘pirâmide assistencial’, onde são colocados na base os postos de saúde, que devem ser gerenciados e ofertados pelos municípios. No meio da pirâmide fica a média complexidade, que são os hospitais de médio porte, e no ápice da pirâmide os hospitais regionais e macrorregionais.

Quem já usufruiu desse modelo, garante sua eficácia. Esse é o caso da dona de casa Laurinda Silva, de 54 anos, que há dois meses passou por um procedimento cirúrgico no Hospital Macrorregional de Caxias – Dr. Everaldo Aragão. “Lembro que não faz muito tempo, tudo o que precisava de mais sério, tinha que ir para a capital. Era muito desgastante ficar correndo atrás de atendimento médico. Agora quando tive que fazer uma cirurgia, depois que quebrei o braço, posso dizer que fora a vantagem de conseguir por aqui, foi muito bom o atendimento que eu tive”, disse Laurinda, que reside no município de Caxias.

Além dos cinco hospitais já em funcionamento, em 2017 será entregue o Hospital Regional de Balsas. A unidade contará com 50 leitos de internações e prestará atendimento de alta complexidade para a população de 14 municípios. Após a inauguração em Balsas, em pleno funcionamento, as seis unidades beneficiarão cerca de 3.523.119 milhões de pessoas, o que corresponde à metade da população maranhense.

Perfil assistencial por regiões geográficas

Os serviços realizados nos hospitais macrorregionais foram distribuídos após estudo para definir o perfil assistencial de cada unidade. No Norte, ou Baixada Maranhense, por meio do Hospital Regional de Pinheiro – Dr. Jackson Lago, são oferecidos os serviços de cirurgia, clínica médica, nefrologia, oftalmologia, anestesia, gastroenterologia, pediatria, neurologia, cardiologia, ginecologia e oftalmologia. A população conta, ainda, com Serviço de Apoio de Diagnóstico, com laboratório, tomografia, Raio X, ultrassonografia, mamografia, endoscopia e serviços de oftalmologia.

Ao Leste Maranhense, no Hospital Macrorregional de Caxias – Dr. Everaldo Aragão, os pacientes encaminhados de forma regulada pelos hospitais municipais de 26 cidades têm atendimento médico-hospitalar em cirurgia geral, clínica médica, neurologia, ortopedia, cirurgias oftalmológicas, biópsias e pediatria. E serviço de apoio de diagnóstico e terapia, com laboratório, radiologia, ultrassonografia, tomografia, endoscopia, eletrocardiograma, densitometria, ecocardiograma, diagnósticos oftalmológicos, mamografia entre outros.

Na região Oeste, do Vale do Pindaré, no Hospital Macrorregional de Santa Inês – Dr. Tomás Martins, são disponibilizados Análises Clínicas, Exames de Radiologia, Ultrassonografia, Tomografia, Eletrocardiografia, Endoscopia, Agência Transfusional e Hemodiálise. Na área ambulatorial, são realizados atendimentos com leitos regulados em dois tipos de clínica médica e pediátrica, Cirurgia Geral e Ortopédica, Unidade de Terapia Intensiva Adulto, Cardiologia, Gastroenterologia, Neurologia, Enfermagem, Nefrologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Serviço Social e Psicologia.

No Sudoeste do estado, na região tocantina, o Hospital Macrorregional de Imperatriz – Dra. Ruth Noleto, compreende urgência e emergência oncológica adulto, atendimento regulado em clínica médica, cirurgia geral, cirurgia oncológica, terapia intensiva adulto, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social, psicologia, farmácia clínica, serviço de nutrição e dietética. Com Serviço de Apoio Diagnóstico, abrangendo análises clínicas, exames de radiologia, ultrassonografia, agência transfusional, ecocardiograma, tomografia, quimioterapia, mamografia, eletrocardiografia, colonoscopia, endoscopia digestiva, diálise (paciente interno), biópsia de próstata, anatomia patológica, biopsia de mana, imunohistoquimia e pet scan.

No Centro maranhense, Médio Mearim, o Hospital Regional de Bacabal – Dra. Laura Vasconcelos, o Hospital Macrorregional de Bacabal oferece atendimento de Urgência e Emergência em Clínica Médica, Cirúrgica e Ortopédica Unidade de Terapia Intensiva Adulto, Enfermagem, Nutrição, Fisioterapia, Serviço Social e Psicologia. Também serão oferecidos à população serviços de apoio, diagnóstico e tratamento como Tomografia, Ultrassom, Análises Clínicas, Exames de Radiologia, Ultrassonografia, Eletrocardiografia e Agência Transfusional.

INFORMAÇÕES PARA INFOGRÁFICO

NORTE MARANHENSE

Hospital Regional de Pinheiro – Dr. Jackson Lago

O Hospital Regional foi inaugurado no dia 28 de setembro de 2015, com 122 leitos de internação, sendo 26 leitos de clínica médica, 26 leitos de clínica pediátrica, 26 leitos de clínica ortopédica, 26 leitos de clínica cirúrgica, 12 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 6 leitos de UCI (Unidade de Cuidados Intermediários).

COBERTURA  

34 MUNICÍPIOS

Região de Pinheiro: Apicum-Açu, Bacuri, Bequimão, Cedral,Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal, Pedro do Rosário, Peri-Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão,Presidente Sarney, Santa Helena, Serrano do Maranhão,Turiaçu, Turilândia;

Região de Zé Doca: Amapá do Maranhão, Boa Vista do Gurupi, Candido Mendes, Carutapera, Centro Novo, Godofredo Viana, Governador Nunes Freire, Junco do Maranhão, Luis Domingues, Maracaçumé, Maranhãozinho, Presidente Médice, Centro do Guilherme;

Região de Viana: Bacurituba, Palmeirândia, São Bento, Viana.

LESTE MARANHENSE

Hospital Macrorregional de Caxias – Dr. Everaldo Aragão

Inaugurado no dia 27 de janeiro de 2016, a unidade possui 122 leitos de internação, sendo 26 leitos de clínica médica, 26 leitos de clínica pediátrica, 26 leitos de clínica ortopédica, 26 leitos de clínica cirúrgica, 12 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 6 leitos de UCI (Unidade de Cuidados Intermediários).

COBERTURA  

27 MUNICÍPIOS

Região de Caxias – Afonso Cunha, Aldeias Altas, Buriti, Caxias, Coelho Neto, Duque Bacelar e São João do Sóter;

Região de São João dos Patos – Barão de Grajaú, Benedito Leite, Buriti Bravo, Carolina, Jatobá, Lagoa do Mato, Mirador, Nova Iorque, Paraibano, Passagem Franca, Pastos Bons, São Domingos do Azeitão, São João dos Patos, Sucupira do Norte e Sucupira do Riachão;

Região de Timon – Matões, Parnarama, São Francisco do Maranhão e Timon.

OESTE MARANHENSE

Hospital Macrorregional de Santa Inês – Dr. Tomás Martins

Inaugurado no dia 25 de agosto de 2016, o hospital conta com 26 consultórios clínicos, 26 pediátricos, 26 ortopédicos, 26 cirurgia geral, 12 leitos UTI adulto e infantil. Mais de 400 funcionários e oito equipes médicas compõem o quadro da unidade de saúde com previsão de mais de 800 atendimentos por dia, entre consultas e exames.

COBERTURA  

12 MUNICÍPIOS

Região de Santa Inês – Santa Inês, Alto Alegre do Pindaré, Bela Vista do Maranhão, Bom Jardim, Governador Newton Belo, Igarapé do Meio, Monção, Pindaré Mirim, Pio XII, São João do Caru, Satubinha, Tufilândia.

SUDOESTE MARANHENSE

Hospital Macrorregional de Imperatriz – Dra. Ruth Noleto

Inaugurado no dia 19 de agosto de 2016, o complexo hospitalar dispõe de 116 leitos de internação, distribuídos nas especialidades clínica médica (26), cirúrgica (26), oncológica (26) e clínica cirúrgica oncológica (26), e mais 12 de UTI Adulto.

COBERTURA

43 MUNICÍPIOS

Região de Imperatriz – Amarante do Maranhão, Buritirana, Campestre do Maranhão, Divinópolis, Estreito, Gov. Edson Lobão, Imperatriz, João Lisboa, Lajeado Novo, Montes Altos, Porto Franco, Ribamar Fiquene, São João do Paraíso, Senador La Roque, Sítio Novo.

Região de Balsas – Alto Parnaíba, Balsas, Carolina, Feira Nova do Maranhão, Formosa da Serra Negra, Fortaleza dos Nogueiras, Loreto, Nova Colinas, Riachão, Sambaíba, São Félix de Balsas, São Pedro dos Crentes, São Raimundo das Mangabeiras, Tasso Fragoso.

Região de Açailândia – Açailândia, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Cidelândia, Itinga do Maranhão, São Francisco do Brejão, São Pedro da Água Branca, Vila Nova dos Martírios.

Região de Barra do Corda – Arame, Barra do Corda, Fernando Falcão, Grajaú, Itaipava do Grajaú, Jenipapos dos Vieira.

CENTRO MARANHENSE

Hospital Regional de Bacabal – Dra. Laura Vasconcelos

Inaugurado no dia 15 de setembro de 2016, o hospital conta com três salas de cirurgia, 46 leitos cirúrgicos, ortopédicos e clínicos, dez leitos de UTI e uma agência transfusional. Mensalmente, quase 11 mil pessoas serão atendidas pelos serviços de apoio diagnóstico e terapia (SADT), que incluem diagnósticos por radiologia, ultrassonografia, tomografia, exames laboratoriais e eletrocardiograma.

COBERTURA  

26 MUNICÍPIOS

Região de Bacabal – Altamira do Maranhão, Bacabal, Bom Lugar, Brejo de Areia, Conceição do Lago – Açu, Lago Verde, Marajá do Sena, Olho D` Água das Cunhãs, Paulo Ramos, São Luiz Gonzaga do Maranhão, Vitorino Freire.

Além de municípios do Médio Mearim, como: Bernardo do Mearim, Bom Lugar, Esperantinópolis, Igarapé Grande, Lago do Junco, Lago dos Rodrigues, Lago Verde, Lima Campos, Pedreiras, Santo Antônio dos Lopes, São Mateus do Maranhão, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Satubinha e Trizidela do Vale.

Fonte: SES / Texto: Mariana Martins

Manchete: blogdoacelio

Deixe um comentário