MISTÉRIO: Vovó ‘incorporada’ tem dedo decepado em briga com o neto em terreiro de umbanda

Adriano conta briga com encantado Aureliano

Aconteceu esta semana num salão de umbanda de Codó e o caso foi parar nas TVs da cidade. Um jovem identificado pelos repórteres apenas como Adriano, terminou decepando parte do dedo da avó após travar uma luta corporal com o encantado dela, identificado como Aureliano.

Encantado, na umbanda, é o espírito (também chamado de entidade, orixá, caboclo, guia) que baixa no filho ou pai de santo e passa a dominá-lo enquanto dura o transe.

Pois bem. Neste caso, Adriano contou ao repórter Chico Elton (TV Codó) que chegou pedindo a chave de uma casa, queria entrar. Um homem identificado como Pachêco teria lhe negado e, ainda por cima, teria lhe respondido mal no meio dos demais umbandistas no salão onde estava sendo realizado um festejo. Isso o irritou, fazendo-lhe responder no mesmo tom.

“Eu não me zanguei, na hora desse acontecido da chave, eu me zanguei não foi porque ele (o Pachêco)não me deu a chave, é porque eu pedi pra ele no meio do pessoal e ele veio me responder com grosseria, com ignorância, aí eu mandei ele mesmo, com licença da palavra, tomar no …..”, disse

ESPÍRITO AURELIANO PARTE PRA CIMA

Por conta disso, o encantado Aureliano, que já estava incorporado na avó teria se zangado e partido para cima de Adriano que não deu mole para a avó incorporada.

“Aí por causa disso, o Aureliano (encantado da avó de Adriano) veio querer acho que bem me bater, ta entendendo…QUEM É AURELIANO? É o encantado da minha avó”, respondeu

ENCANTADO DURO

Aureliano, no corpo da avó, queria apertar-lhe a garganta e neste momento teria ocorrido o incidente. Todos acreditam que ao pegar no cordão que estava no pescoço do neto vovó, possuída por seu guia, teria colocado tanta força que teria perdido a falange de um de seus dedos.

“Ele rasgou minha camisa todinha tentando pegar no meu pescoço, foi na hora que pegou no cordão, mas sem intenção nenhuma de machucar o dedo dela não, aí foi quando aconteceu esse acontecido aí, mas eu to muito arrependido disso”, arrependeu-se o netinho

PARENTES CONFIRMAM VERSÃO

Uma parente dos dois apareceu na reportagem mostrando o cordão que teria decepado o dedo da vovó umbandista e confirmando que Adriano não usou nenhum outro instrumento perfuro cortante para se defender do ataque de seu Aureliano.

“Eu digo e garanto que com um ferro ele não tava, ele não tava armado de maneira alguma…E NÃO TINHA A INTENÇÃO DE DECEPAR O DEDO DA SUA AVÓ? Não, ele não tinha…

“Tava no pescoço do Adriano e o Orixá dela tava atracado nisso aqui dele, então com certeza foi isso aqui, eu trouxe para mostrar”, confirmou a parente

Deixe uma resposta