Fale com Acélio

O Nacional escapou do rebaixamento goleando o Ressaca, que voltou à segunda divisão, por 3 a 1 , em noite que lembrou jogos de 2010 quando a equipe sagrou-se campeã do Campeonato Codoense da primeira divisão.

“O time  do Nacional tem história no futebol de Codó, jamais passou na nossa cabeça que a gente seria rebaixado”, disse Jaldo que terminou o certame como treinador

O time foi derrotado pelo regulamento que ele mesmo ajudou a formar, aprovando. Por causa do número de vitórias, o Periquito Milionário vai saindo invicto do campeonato e com seis pontos. Numa outra fórmula, certamente seria o quarto da semifinal onde já estão Fabril, Cruzeiro e Sport Junior.

SÓ PENSANDO NA GRANA

Jaldo criticou, mas Junior Goiabeira, também da diretoria, foi mais ameno assumindo que a culpa recai sobre todos. Goiabeira teceu comentário mais forte contra os dirigentes que, na hora de aprovar o regulamento, pensam apenas em número de jogador ‘estrangeiro’ e na grana da prefeitura.

“O regulamento foi aprovado por nós ele vale pra todos. A gente hoje ta saindo com 6 pontos, não classificado, semana que vem a gente vai ter que assistir uma ou outra equipe se classificar com 4 pontos, mas é preciso que quando as reuniões aconteçam que os dirigentes, os responsáveis pelos clubes não se limitem a se preocupar com quantos jogadores vêem de fora e qual é a parcela vai contribuir, as reuniões se resumem nisso”, criticou Junior

O TÉCNICO ABANDONOU O NACIONAL

Junior, em entrevista à Pedrinho Filho da rádio Eldorado AM, disse que o Periquito sofreu um grande abalo no jogo contra o Maestra, quando o time teve que entrar em campo sob o comando de Jaldo, que, de muita boa vontade, substituiu às pressas, o treinador que vinha dirigindo a equipe em campo, até então.

Na opinião do dirigente, com aquela vitória, tida como certa, a realidade do Nacional hoje seria outra, ou seja, havia chances de estar no quadrangular final.

 “Na segunda-feira nós tivemos com a pessoa que estava dirigindo o NACIONAL dentro de campo, montamos a equipe, discutimos os nomes, na terça nós tínhamos a possibilidade de trazermos dois jogadores do Sampaio, não pudemos trazer, na quarta-feira ficamos de dizer pra ele que o pessoal, essa turma do MOTO, tava tudo OK, eu não consegui contato na quarta-feira de manhã, só consegui no final da tarde, a noite liguei não consegui, quinta de manhã ele não atendeu os telefones, meio dia mandamos uma mensagem não obtive resposta, 3h da tarde não conseguimos resposta, às 5h da tarde ele vai na casa do Jaldo e joga a toalha e diz que não dá mais pra ficar e alega que quarta-feira não conseguiu falar comigo e, por conta disso, esta deixando o cargo”, contou Goiabeira criticando a ação na sequência de sua fala

“Imagine você Ednaldo, vem todo mundo pra cá trabalhar e o Pedrinho não vai trabalhar porque o microfone do Pedrinho não presta então vai todo mundo pra casa, tem coisas muito grande. Então pra mim a gente tinha o jogo contra o Maestra certo de ganhar, a gente perdeu o jogo no final, no detalhe porque o Jaldo entrou numa fria pra poder colaborar, então a partir dali mexeu muito com a gente”, criticou

DESABAFO CONTRA COMENTÁRIO

O dirigente fez referência à uma crítica feita em matéria anterior por um leitor, segundo Junior, membro da comunicação esportiva que teria mandado ele abandonar o futebol codoense porque este não precisava dele.

“A gente larga a família, deixa uma porção de coisa, a gente sabe da responsabilidade, agora você ouvir isso, eu nunca vim pra cá pra tomar lugar de ninguém, eu nunca vim pra cá para atrapalhar o futebol de Codó (…) será que a gente não tem paixão pelo que faz? O que a gente ganha no Nacional, qual é a promoção que eu preciso dentro do Nacional, político?, não sou político. Financeiro, não vivo do Nacional pelo contrário eu boto dentro do time. Já imaginou chegar e dizer que o futebol não precisa de você (Pedrinho), não precisa do Ednaldo, Paulo Silva e seus colegas, como é que vocês ficam, quer dizer que o Nacional todo tempo tem que estar na final, não é assim”, concluiu

3 comentários sobre “Nacional escapa, rebaixa o Ressaca e dirigentes desabafam”

  1. Ka pra nos. nao fique chateado comigo.amigo sandro bacabal..vc largou o certo pelo duvidoso..bote issso na sua mente dinheiro nao compra amizade..vc assinou com o cruzeiro.depois vc cresceu o olho assinou com o ressaca..perdeu a anizade da galera do cruze

    iro..moral da estoria.ressaca foi rebaixodo e agora sandro.sera ki vc vai adar o ressaca subir.

  2. Todas as pessoas que comandam uma equipe direta ou indiretamente tem o seu valor. Quando se larga quase tudo no pessoal e familiar para entrar de frente numa direção de uma equipe, essas pessoas merecem os nossos parabéns. Quero parabenizar a todos que continuam no campeonato, os que ficaram pelo caminho e os que forem rebaixados. No meu entendimento e de alguns colegas da imprensa sempre falamos que o campeonato no sistema implantado este ano, seria um tiro fora, mas como a maioria venceu na fórmula de disputa, nada mais a fazer. O campeonato transformou-se num mero torneio. A LICOF e SEDELJ apenas acatou.

Deixe um comentário

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

EDITAL

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

PREPARATÓRIO PARA CONCURSO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

MUNDO DOS PARAFUSOS

Av. SANTOS DUMONT
CONTATO: (99)98161-3612

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Cacau Show – Codó-MA

 

Reginaldo

Baronesa Janaína

SÔNIA VARIEDADES

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias