PLAN BRASIL – Campanha ‘Aprender sem medo” está em livro que será distribuído pelo MEC

A obra “Vontade de Saber Português”, destinada ao 9º ano do Ensino Fundamental, dedica capítulo ao bullying escolar

São Paulo, 12 de agosto de 2013 – Para exercitar a argumentação e dissertação, alunos de escolas públicas de todo o país irão discutir, em sala de aula, sobre o bullying em suas mais variadas formas. Com o título “Isso é coisa séria”, o capítulo 1, da Unidade 4, do livro “Vontade de Saber Português”, destinado ao 9º ano do Ensino Fundamental, apresenta dados e reflexões sobre as relações dos jovens no ambiente escolar e na internet.

Citada no livro, a campanha global “Aprender sem Medo”, da Plan Brasil, foi lançada em outubro de 2008. Com o objetivo de erradicar a violência contra crianças e adolescentes, a campanha foca nos principais problemas que afetam jovens em idade escolar – castigos físicos, abuso sexual e bullying.

A pesquisadora brasileira Cléo Fante, consultora da campanha no país, explica no livro que “o bullying é um comportamento aprendido” e que ao indicar outras maneiras de conquistar uma posição de respeito, como no esporte ou nas artes, a prática pode ser desaprendida. “Se a escola mostra para esse indivíduo que o esporte, o teatro ou mesmo uma posição de liderança no grêmio de estudantes pode ser um modo de se destacar positivamente, é muito provável que ele foque nesse tipo de atividade e deixe de lado as atitudes violentas”, diz.

Em outubro de 2012, a campanha global “Aprender sem Medo“ encerrou suas atividades em todos os países onde a Plan atua. No Brasil, em virtude do grande impacto causado pelas ações do projeto, a  organização decidiu  dar continuidade à campanha, incluindo seus conteúdos na nova campanha global “Por Ser Menina“, lançada  em outubro de 2012.

 “O bullying pode acontecer em diversos ambientes e tem que ser combatido em todos os níveis. Ele afeta a todos nós: quem está provocando, quem é provocado, os professores e os pais. Todos os atos de violência podem ser evitados e por isso é importante abordar o tema em sala de aula”, destaca Anette Trompeter, diretora nacional da Plan Brasil.

A Assessora de Programas em Educação da Plan Brasil, Elaine Azevedo, observa que a iniciativa de abordar o tema no conteúdo de um livro didático de alcance nacional colabora para que a questão seja discutida no espaço escolar. “O livro auxilia docentes na inserção de temática voltadas ao direito de meninos e meninas, como o de estudar em espaços seguros e livres de quaisquer formas de violência.”

O livro “Vontade de Aprender Português” é uma publicação da Editora FTD e, além de ser distribuída nas escolas públicas do Brasil, está também disponível em livrarias para comercialização. A autoria é das professoras Rosemeire Aparecida Alves Tavares e Tatiane Brugnerotto Conselvan, especialistas em Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Sobre a Plan

A Plan International é uma organização não-governamental de origem inglesa ativa há 76 anos e presente em 69 países. No Brasil desde 1997, a Plan possui, hoje, mais de 20 projetos que atendem, aproximadamente, 75 mil crianças e adolescentes.

Sem qualquer vinculação política ou religiosa e sem fins lucrativos, está voltada para a defesa dos direitos da infância, conforme expressos na Convenção dos Direitos da Criança, da Organização das Nações Unidas. Assim sendo, a organização trabalha em prol da proteção e contra a violência e abusos de todo tipo, contra a pobreza, a desigualdade e a degradação do meio ambiente e por uma boa alimentação, saúde e educação. A Plan parte do princípio de que assegurar o direito de crianças e adolescentes é um dever e não uma escolha. Para isso, capacita as comunidades a fazer valer esses direitos. Mais informações sobre a Plan Brasil em www.plan.org.br.

Lead Comunicação

Deixe um comentário