Prefeitura aumenta salário dos professores e paga retroativo nesta sexta-feira

O prefeito de Caxias Leo Coutinho anunciou onem (26) o aumento de 13, 01% dos salários dos professores da rede municipal. Ele disse ainda que o aumento será pago já nesta sexta-feira (27) e retroativo a janeiro deste ano.

Prefeito Léo com o apresentador Ivan Brasil
Prefeito Léo com o apresentador Ivan Brasil

A boa notícia, divulgada durante entrevista concedida ao apresentador Ivan Brasil, no Programa Cidade Livre (TV Sinal Verde), agradou a categoria dos professores e o comércio local.

De acordo com o prefeito, o aumento salarial dos mais de 2 mil docentes do município será pago em folha suplementar nesta sexta-feira. “Chamamos os responsáveis pelas finanças, inclusive com orientação do MEC, e estamos dando esse aumento. Os professores estão de parabéns. Sei que merecem muito mais, pois fazem um dos trabalhos mais relevantes da sociedade, que é educar nossas crianças, plantar a semente do futuro”, disse o prefeito de Caxias.

Além do aumentou dos professores, o prefeito Léo Coutinho falou sobre o sucesso do Carnaval e a expectativa para o próximo ano. Outro assunto comentado foi o asfaltamento de 50 km das principais vias da cidade em parceria com os governos estadual e federal.

Também foram abordadas na entrevista a recuperação das praças públicas (iniciada com a do Panteon), as inaugurações de 8 postos de saúde nos próximos messes e de 2 novas creches (Cantinho do Céu e Antenor Viana) nas próximas semanas.

“Durante esses dois anos de gestão, passamos por momentos difíceis. Fomos perseguidos, mas graças à ajuda do povo de Caxias – e agora de mãos dadas com o Governo do Estado – já estamos vendo o começo de uma nova história, mais próspera. E tenham certeza que nosso compromisso continuará igual durante todo este mandato. Tornando Caxias cada vez melhor”, finalizou.

3 comentários sobre “Prefeitura aumenta salário dos professores e paga retroativo nesta sexta-feira”

  1. Educação
    06/01/2015 – 20:23

    Ensino Público
    Piso salarial dos professores aumenta 13%

    O novo valor é de 1.917,78 reais e começa a valer a partir deste mês
    O Ministério da Educação (MEC) divulgou na noite desta terça-feira o novo piso salarial dos professores. O valor é de 1.917,78 reais e representa um aumento de 13,01% em relação ao piso anterior (1.697,39 reais). O salário inicial para os docentes da rede pública de ensino leva em conta a jornada de 40 horas de trabalho semanais.

    Em nota, o MEC informa que o aumento será dado de acordo com a Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008.

    “Conforme a legislação vigente, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).”

    A decisão de divulgar o novo piso ocorreu depois de o ministro Cid Gomes se reunir com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

    O piso salarial passou de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451; em 2013 passou para R$ 1.567; e, em 2014, foi reajustado para R$ 1.697,39. O maior reajuste foi 22,22%, em 2012.

    Impacto nas cidades — A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) reclama do critério para o cálculo do piso. Em nota, a entidade compara o reajuste acumulado entre 2010 e 2014 no piso do magistério (78,63%) com a correção do salário mínimo (55,69%) e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC, (31,78%) no mesmo período.

    Segundo o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, o novo piso resultará em um aumento de cerca de 7 bilhões de reais nos gastos dos municípios brasileiros. Assim como a entidade, especialistas em educação ressaltam que o reajuste federal viola a autonomia dos municípios e provoca impacto significativo nas contas públicas locais.

    “Em um grande número de municípios brasileiros, a folha de pagamento dos docentes consome de 80% a 90% do orçamento para a educação. E como o reajuste afeta também o salário dos professores aposentados, as despesas decorrentes do aumento podem ser o dobro do que se calcula”, diz João Batista Araujo e Oliveira, presidente do Instituto Alfa Beto. Com uma folha de pagamento tão alta, faltam recursos para quaisquer outros investimentos na área.

    Segundo o especialista, essa fórmula de aumento do piso também já mostrou ser ineficaz para promover a melhora do ensino. “Pode parecer mesquinho falar contra o aumento, mas só se perdermos de vista que o objetivo primordial do sistema de ensino é formar as crianças e os jovens. E para esse objetivo, que ainda nos escapa no Brasil, seria melhor criar planos de carreira e premiar os professores conforme eles se destacam, evoluem, se mostram mais preparados. O aumento geral do piso não se reflete no desempenho dos alunos”, diz.

    (Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)

  2. Prefeitura aumentou salário???????? Isso é piada Acélio, a informação deve ser repassada com veracidade, desta maneira você corre o risco de perder sua credibilidade.

  3. Pessoal, assim é Caxias… 50 KM de asfalto no centro urbano…32 cameras de monitoramento espalhadas pela cidade e ligadas a uma central com parceria com o serviço de inteligencia DA PM e quarda municipal…salarios pagos antecipados e aumento de salarios para os professores…A pergunta, por que Codó não faz isso, será que o governo (estadual e federal) não envia verba? Será que Leo Coutinho é mais trabalhador que Zito? Seus secretários são mais atuantes? POR QUÊ? POR QUÊ QUE CODÓ É ASSIM ESCULAMBADO DIDO??????

Deixe um comentário