Prefeitura de Codó promete acabar com falta de professores até sexta-feira

A direção de cada escola evita falar sobre a falta de professores, mas o problema é confirmado pelo  presidente do sindicato que defende a categoria, Rafael Carlos Araújo da Silva. Segundo ele, os alunos estão sendo liberados mais cedo desde 24 de fevereiro quando os colégios abriram somente com os professores efetivos.

“Na maioria das escolas eles estão saindo mais cedo, não tão tendo 5 horários, estão perdendo aula, isso acarreta que os professores efetivos estão sobrecarregados, as vezes têm que dá mais aulas que o determinado, está mesmo um transtorno, um problema geral nas escolas do município, o ano letivo em Codó ainda não iniciou”, contou

A QUESTÃO

Para suprir a necessidade de professores,  a prefeitura realizou um seletivo este ano. Na semana passada deu posse aos 265 aprovados e informou que esta semana iria chamar os excedentes. O problema é que, por conta dessa demora, o sindicato sustenta que dezenas de alunos continuam sem muitas disciplinas em sala de aula.

Baseando-se pelos números do ano passado, o presidente diz que a prefeitura precisa contratar 830 educadores, urgentemente.

A responsável pelo departamento de Recursos Humanos da Secretaria de Educação, professora Raimunda e Oliveira Silva rebateu a tese afirmando que a necessidade é outra para 2014 e pelos cálculos que ainda estão sendo feitos será menor.

 “Essa realidade era de 2013, mas para 2014 já foi feito um dimensionamento, portanto a gente tem trabalhado no sentido desse número ser bem inferior ao quantitativo do ano de 2013”, disse professora Raimundinha com muita firmeza

REPOSIÇÃO DE AULAS 

Outra discussão que entra em campo no momento  é a de como as aulas perdidas até agora serão repostas. Professores efetivos já teriam manifestado ao Sindsserm a intenção de não lecionarem aos sábados, como planeja a secretaria, e isso será mais um problema.

“é necessário que se redescubra outra forma de pagamento dessas aulas até porque é uma responsabilidade, foi culpa do governo municipal, da secretaria de educação, então ela tem que tomar outras medidas para que os alunos não sejam prejudicados”, ressaltou professor Rafael

 FIM DA FALTA

A responsável pelas contratações está concentrada, por enquanto, na primeira e mais urgente necessidade, na opinião dela  – que é contratar todos quanto o município, realmente, precise para acabar com a falta de aulas e prometeu fazer isso até sexta-feira, dia 4.

  “Nós estamos trabalhando no sentido dessa necessidade ser concluída dia 04 de abril, na sexta-feira”, concluiu

8 comentários sobre “Prefeitura de Codó promete acabar com falta de professores até sexta-feira”

  1. ……………………………………………………..
    ISSO É O QUE ACONTECE QUANDO SE COLOCA PESSOAS SÓ POR INDICAÇÃO NOS ÓRGÃOS PÚBLICOS. O PREFEITO DEVERIA CHAMAR A TODOS E DIZER PRA ELES QUE DEVERIAM TRATAR BEM A POPULAÇÃO COMO PARTE DE SUA OBRIGAÇÃO E PARA CONTINUAR NESSE EMPREGO.
    POXA ARROGÂNCIA NÃO …………….; MAIS COMPETÊNCIA SIM POR FAVOR, NÃO DÓI!!!

  2. Acelêza da Santíssima Trindade, tomei um susto ao ler a “manchete” do post, no primeiro momento achei que a prefeitura ia acabar com os professores.

  3. A Blitz em Codó, é somente para quem tem moto,quem tem carro pode andar sem cinto, sem placa, com em pé no banco traseiro. isso é uma palhaça.

  4. como funciona essa matemática q matriculou-se mais alunos tem mais salas de aula e diminuiu o quadro de professores isso não existe e fato.q tal conta outra d. raimundinha.

  5. Gostaria q você publicasse.

    Acélio, gostaria que o sindicato investigasse a lista de excedentes do seletivo, sei que muitos não estão assumindo por problemas e com isso ainda possui muitas vagas. Solicito que outra lista de excedentes fosse publicada, pois, alguns gestores já solicitaram a Raimundinha que contratasse os professores do ano passado que não conseguiram aprovação e um número esplendoroso de professores já se aliaram aos candidatos em busca de contrato, acho isso inadmissível. O edital diz que 6.10.22. Será eliminado do Processo Seletivo o candidato que:
    a) obtiver nota inferior a 30% (trinta por cento) dos pontos possíveis na Prova Teórica de Múltipla Escolha;
    b) considerando a ordem decrescente dos totais de pontos obtidos na Prova Teórica de Múltipla Escolha, por cargo público, ficar além do limite de 2 (duas) vezes o número de vagas do cargo público para o qual está concorrendo.
    8.1. Será considerado APROVADO no Processo Seletivo o candidato que, cumulativamente:
    a) não for eliminado na Prova Teórica de Múltipla Escolha;
    b) se portador de deficiência, não tiver sua deficiência considerada incompatível com as atribuições do cargo público pela perícia médica;
    c) não for eliminado em razão de qualquer outro critério estabelecido neste Edital.

  6. Gostaria que tivesse outra lista de excedentes pois já está no limite de 3 vezes o n de vagas pois restam muitas vagas que não foram assumidas fiz 40 pontos e tenho fé que eles vão colocar pois é de direito nosso é melhor do que ir na base do QI(quem indica).

  7. O correto era ter outra lista de excedentes pois sobraram muitas vagas é um direito nosso é melhor do que ir na base do QI(quem indica).Fiz 40 pontos

Deixe uma resposta