Fale com Acélio

A Prefeitura, finalmente, efetuou ontem (18) o pagamento referente ao mês de dezembro do ano passado dos vigias e zeladoras de escolas da rede pública municipal.

O salário, ao que parece, foi depositado integralmente na conta de cada servidor que andava reclamando nos meios de comunicação a falta deste pagamento. No programa Cidade Notícias, por exemplo, apresentado pelo jornalista Alberto Barros, na FCFM, foram várias as ligações  com este teor.

Além da falta do mês de dezembro, vigias e zeladoras também reclamaram da ausência do décimo terceiro à que têm, também, direito.

Em anos anteriores a prefeitura vem pagando o décimo de forma diluída nos primeiros pagamentos do ano de quem é recontratado. Espera-se que o mesmo ocorra em 2013

Um comentário sobre “Prefeitura paga salário de dezembro de 2012 à vigias e zeladoras”

  1. Excelentíssimo Sr Prefeito
    SR. ZITO ROLIM
    Prefeito Municipal de Codó
    Codó-Ma
    “Quem quiser governar deve analisar estas duas regras de Platão: uma, ter em vista apenas o bem público, sem se preocupar com a sua situação pessoal; outra, estender suas preocupações do mesmo modo a todo Município, não negligenciando uma parte para atender outra. Porque quem governa é tutor que deve zelar pelo bem da sua cidade e não o seu: aquele que protege só uma parte dos cidadãos, sem se preocupar com os outros, induz no município o mais maléfico dos flagelos, a desavença e a revolta.”
    E é justamente o que já está causando revolta, pois por problemas extremamente pessoais, (políticos), valeu-se do ilegal e arbitrário expediente de perseguir e transferir uma funcionária, com a finalidade, explicativa de que ela estava tendo problemas de não relacionar-se bem com os outros funcionários da sala.
    Motivo torpo, quando na verdade, sabe-se que a estranha transferência ocorreu para atender uma necessidade pessoal, visando assim satisfazer os interesses políticos e pessoais do então vereador e da sua irmã, cujo motivo é um desentendimento da funcionária, com uma segunda pessoa que nem lá trabalha.
    A estranha transferência fora determinada na verdade como forma de punição visando satisfazer interesses políticos e pessoais, agindo assim de forma ilegal e gravemente lesiva aos princípios que devem reger a administração pública, e o bem moral de um cidade.
    EU ME ENVERGONHO DE SER CODOENSE

Deixe um comentário

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

EDITAL

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

FACULDADE IPEDE

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

PREPARATÓRIO PARA CONCURSO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

MUNDO DOS PARAFUSOS

Av. SANTOS DUMONT
CONTATO: (99)98161-3612

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Cacau Show – Codó-MA

 

Reginaldo

Baronesa Janaína

SÔNIA VARIEDADES

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias