Presos incendeiam delegacia de Coroatá e destroem prédio

O estrago causado por um incêndio na delegacia de Coroatá, iniciado às 10h da noite de ontem (22) e encerrado às 4h30 da madrugada deste sábado, foi enorme. Os carcereiros acreditam que os presos jogaram um pedaço de pano em chamas sobre motocicletas apreendidas que ficavam no pátio interno (ao redor ficam as 4 celas).

Motocicletas no centro da delegacia - início do incêndio
Motocicletas no centro da delegacia – início do incêndio

Só inquéritos de 2012 foram salvos do fogo. A Civil e a PM conseguiram evitar a fuga de 35 presos, salvando-os também das chamas. Todos vieram parar na delegacia de Codó de onde serão transferidos para Caxias, Timon e São Luís.

Teto ameaça desabar
Teto ameaça desabar

Oito conseguiram fugir, são eles:

  • Manoel Silva dos Santos – vulgo Lilico
  • Waldemir Nogueira Santiago
  • Francisco Colasso dos Reis – vulgo Chico
  • Tálisson Henrique Pereira Gomes  (suspeito de furto e estupro)
  • Paulo César Ferreira Gomes – vulgo SHENA
  • Rafael Martins (porte ilegal de arma/assaltos)
  • Dionato Melo Cardoso (assalto/homicídio)
  • Cláudia Regina dos Santos Carvalho (suspeita de tráfico de drogas).

    Arquivo consumidor pelas chamas
    Arquivo consumidor pelas chamas

A polícia civil já desconfia que o líder da rebelião seja Márcio Roberto leite Almeida, vulgo Gordinho. Ele teria repetido diversas vezes horas antes do incêndio a frase “essa delegacia vai pegar fogo”.

Deixe uma resposta