Segundo denúncia ao MP preços suspeitos de superfaturamento vão muito além do FLOCÃO DE MILHO

O Sindicato dos Servidores no Serviço Público Municipal de Codó  entregou ao Ministério Público ontem, 25 de agosto, sob o protocolo 120/2015, um documento reforçando a denúncia de preços, possivelmente, superfaturados na compra de produtos da Merenda Escolar pedindo investigação por parte do órgão ministerial.

Lista apresentada ao MP
Lista apresentada ao MP

O Sindicato fez uma pesquisa de preços no mercado de Codó e descobriu que alguns alimentos estão fora de qualquer cogitação, em termos de preços, praticados pela Prefeitura, no governo do prefeito Zito Rolim.

“Pode-se observar, por exemplo, que o quilograma do flocão de milho é vendido no comércio local por R$ 2,40 (dois reais e quarenta centavos) e na lista da Secretara Municipal de Educação -SEMED – este valor salta para R$ 7,50 (…) Diante do exposto, o SINSSERM requer desta promotoria, que possa investigar a referida denúncia, afim de tomar medidas cabíveis. Caso esta denúncia seja enviada ao Ministério Público Federal, o sindicato solicita cópias do protocolo de envio”, descreve o documento do sindicato

TEM FLOCÃO DE R$ 1,00 NO MERCADO

Há outros exemplos gritantes na lista, como o preço do quilo do café comprado pela prefeitura a R$ 13,50 (lista da Distribuidora SENECA LTDA, pregão 04/2015 – compra feita em março de 2015).

O quilo do chocolate custa R$ 16,90. O quilo do leite R$ 16,90, dentre outros.

Mas como o FLOCÃO DE MILHO foi o primeiro a ganhar a atenção da mídia por ser vendido à prefeitura à R$ 7,50 o kg, nós, do blogdoacelio, também fizemos uma pesquisa de preços em pequenas mercearias onde tudo costuma ser mais caro que nos supermercados.

Preços no mercado de Codó
Preços no mercado de Codó

Encontramos, e fotografamos, flocão de milho de R$ 1,00, encontramos de R$ 1,10 e encontramos de R$ 1,40 (que foi o maior valor para 500 gramas). O que demonstra, claramente, que o governo do prefeito Zito Rolim tem muito o que explicar ao Ministério Público Federal e, consequentemente, para a Justiça.

Flocão com preço real do mercado
Flocão com preço real do mercado

NA ENTREVISTA – COBRANÇAS AO MP

O professor Antonio Celso Moreira, hostilizado por um vereador da base do governo na segunda-feira, 24, concedeu entrevista a respeito a TV Cidade (repórter Ramirya Santiado) e ao blogdoacelio. Elucidou cada ponto da lista de compras encaminhada ao MP e reafirmou que vai cobrar dos promotores um posicionamento.

“De acordo com essa denúncia, o Ministério Público vai ter um prazo, ele vai ter que fiscalizar, ele vai correr atrás, se for necessário, do processo licitatório pra analisar, vai ter que fazer pesquisa de valores desses preços que aparecem aqui na lista e, a partir daí, o Ministério Público tem que dá uma resposta para a entidade que fez a denúncia, para o sindicato, nós iremos cobrar essa resposta do Ministério Público”, disse Antonio Celso

34 comentários sobre “Segundo denúncia ao MP preços suspeitos de superfaturamento vão muito além do FLOCÃO DE MILHO”

  1. Aquí em codo negocio corre froxo! Rpz todo dia Eu espanco cuscuszao de manha seco e nunca comprei por 7:50. Compro por 1,30. Cuscuz de manha sagrado com café chega entala ña garganta. Sou profissional ña arte do cuscuz de manha ceso. Pao Ta caro aquí acular faço um quarentao de flocao

  2. Quando Eu acordó de manha que vejo que mae Fez cuscuz de milho me da una raiva. Agora nesse preco ai de 7,50 vou comecar dar valor no cuscuz de milho. Sagrado flocao. Esse ai de 7,50 ja cm com aquela manteiga real?

  3. vamos la ministerio publico da uma resposta para a sociedade em cima desse surper faturamenoto quer a prefeitura vem cobrando valores absurdo fora da tabela comecial em ralação a merenda escolar .

  4. Agora eu entendo o motivo da fúria com o Professor Celso.

    O professor colocou o dedo na “ferida” do governo Zito e o vereador talvez esteja com medo de que haja investigação por parte do MPF.

    O MP tem que fazer seu papel e investigar o mais rápido possível essa denuncia.

    E essa Distribuidora Seneca, é de onde?

  5. Que vergonha!
    Até quando nossas crianças irão ser …..por prefeitos ….. e …..
    . Vereadores que deveriam fiscalizar, fecham os olhos e aplaudem ao prefeito. Será se é de graça?

    Vamos acordar, mobilizar o nosso povo e denunciar a todos os que … o nosso dinheiro.

  6. Todos os produtos que são comprados pela Prefeitura estão acima do preço de mercado. Artifício usado para ….. MP faz de conta que não tem nada a ver com isso. Durma-se com uma zuada dessa!

  7. Um Kg de café a R$13,50? Vou planta café em Codó que o negócio ta fácil…
    E essa conta da Sardinha ainda ta errada, pois 200*179 = 35.800,00 e não 32.800,00.

  8. Só para tentar explicar algumas coisas. alguns preços de materiais e equipamentos sejam quaisquer que sejam eles, serão maiores do que os praticados no mercado local, haja vista que no preço dos materiais estão embutidos o valor do frete, o que não acontece quando vc se desloca para o mercado local para comprar vocês mesmo. além do mais, o imposto é retido quando do pagamento da fatura e não há como a empresa sonegar imposto. nunca o preço comprado numa licitação será igual ao preço do mercado local, considerando esses fatores.

    1. Sebastião, mesmo com impostos, frete e tudo mais, não tem como esses produtos irem a esse valor! Se a prefeitura como empresa compra em grandes quantidades ela não deveria era ter descontos? E o frete é negociável com o fornecedor, então falta um pouco de negociação por parte dos gestores.

    2. É interessante Sebastião, que todos os produtos que circulam no mercado local passam pelo mesmo problema: valores altos de frete e alta carga de imposto, e ainda saem por menos da metade do valor praticado pela prefeitura, ou você acha que empresas como Zaeli tem filial aqui para fugir do frete?, conta outra né!

  9. Sebastião, mesmo com impostos, frete e tudo mais, não tem como esses produtos irem a esse valor! Se a prefeitura como empresa compra em grandes quantidades ela não deveria era ter descontos? E o frete é negociável com o fornecedor, então falta um pouco de negociação por parte dos gestores.

  10. “”ANTONYO RAFAEL – CODÓ – MA””, A DISTRIBUIDORA SENECA, LOCALIZADA EM SÃO LUIS, À AVENIDA
    COLARES MOREIRA, 440, SALAS 136 E 138-RENASCENÇA – SÃO LUIS-MA-CEP 65099-110 – TELEFONE – 098-3227-3430 (ESCRITÓRIO), DESDE 2009 CELEBRA CONTRATOS COM A PREFEITURA DE CODÓ. PARA O SEU CONHECIMENTO, O PREFEITO, JOSÉ ROLIM FILHO E O SECRETÁRIO, RICARDO TORRES, ESTIVERAM, NA SEGUNDA FEIRA PASSADA, NESSA EMPRESA, DIA 24/08/2015. QUAISQUER INFORMAÇÕES ADICIONAIS, ESTOU À DISPOSIÇÃO.

  11. Não adianta, já falei. MP não resolve, coisa publica. Juiz tbm não resolve coisa publica.( MP diz, Juiz não concorda, Juiz faz Desembargador desfaz. Continua a impunidade. Essa e a nossa LEI.

  12. Pingback: BOMBA, BOMBA e BOMBA! Produtos superfaturados na merenda escolar de Codó saltam de R$ 2 para R$ 7,50 - Blog do Minard

  13. Pingback: BOMBA, BOMBA e BOMBA! Produtos superfaturados na merenda escolar de Codó saltam de R$ 2 para R$ 7,50 | Ame Sua Cidade

  14. Minha Gente, isso é para o povo também fazer igual a Prefeita Ostentação.

    Isso é a ostentação do milho para o povo e “num é pra todo mundo não rapaz”.

    É o Prefeito Aderbal Milhão da cidade de Jatobá (novela das oito)

  15. CAROS AMIGOS.
    ESSA DENÚNCIA DO PRESIDENTE DO SINDICATOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE CODÓ-SINDSERM, DEVERÁ SER APURADA E OS RESPONSÁVEIS PUNIDOS NA FORMA DA LEI. A MERENDA ESCOLAR NÃO PODE JAMAIS SER OBJETO DE NEGÓCIOS ESCUSOS E DE LICITAÇÃO SOB SUSPEITA.
    O PREFEITO DE CODÓ TEM A OBRIGAÇÃO LEGAL E MORAL, DE PRESTAR ESCLARECIMENTOS A SOCIEDADE CODOENSE. SITUAÇÕES COMO ESSAS DEVEM,NO MÍNIMO, SER OBJETO DE UMA APURAÇÃO RIGOROSA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL-MPF. ABRAÇOS A TODOS. ADVOGADO MENDES-PRESIDENTE DA COMISSÃO DE APOIO A COMUNIDADE DA OAB-CODÓ-MA.

Deixe um comentário