SOB SUSPEITA: 4.163 famílias de Codó passarão por AVERIGUAÇÃO do Bolsa Família

Em Codó,  22.098 famílias são beneficiárias do programa Bolsa Família. A maioria recebe R$ 35,00 mensalmente porque este é o valor pago para quem tem idade de zero à 15 anos, depois dessa faixa etária o valor aumenta para R$ 42,00 por pessoa (entre 16 e 17 anos).

Justamente porque é importante para tirar muitas residências da pobreza extrema e porque tem muita gente precisando, o Governo Federal não descuida na declaração de renda de quem recebe a ajuda – afinal, a renda define quem pode ou não receber o dinheiro.

PENTE FINO

O governo Dilma está passando uma espécie de pente fino na  renda declarada dessas famílias porque a regra é clara – se dividir todo o dinheiro que entra na casa pelo número de pessoas que nela moram e o resultado for MAIOR que R$ 154,00 esta família deve perder o benefício porque, simplesmente, está fora do perfil do programa.

Aqui em Codó, exatamente, 4.163 famílias estão sob  suspeita e terão que passar pela averiguação.

A assistente social, Poliana Rodrigues, explicou que todas essas famílias serão visitadas por profissionais da prefeitura e não apenas quanto, realmente, entra de dinheiro fixo na casa será avaliado.

 “Porque as vezes a família, já houve esses casos, a família declara – não, eu ganho R$ 400,00 – só que a gente quando vai pra visita percebe que ele tem, a família tem duas motos, então como que uma pessoa que ganha R$ 400,00 ela vai ter condições de manter um carro e duas motos, já houve assim”, destacou

O TEMPO

O relatório que sairá dessas visitas será enviado ao Governo Federal que decidirá pelo corte ou pela manutenção do pagamento mensal.

A coordenadora do programa em Codó, Katiuscia Pereira Guilhom, informou que o prazo para que as 4.163 famílias sejam averiguadas foi prorrogado de forma que nenhuma delas fique de fora da análise.

“O primeiro lote já são estas famílias onde se começou a partir do dia 25 de maio, a averiguação, e ela vai se estender até o dia 30 de outubro. A partir dessa data de 30 de outubro nós iniciaremos com o próximo lote que vai até junho de 2016”

Importante lembrar que enquanto não for averiguada os beneficiários sob suspeita de alteração e renda continuarão recebendo o pagamento do Bolsa Família.

Deixe um comentário