TRE vai construir 17 fóruns e políticos de Codó precisam mostrar para que servem ano que vem

Desembargador José Bernardo
Desembargador José Bernardo

Em entrevista ao jornal O Estado do Maranhão deste domingo (8),  o desembargador José Bernardo Rodrigues, que deixará a presidência do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no próximo dia 19, falou, entre outras coisas, sobre construção de fóruns eleitorais no interior do Estado onde existem, atualmente, 19 zonas eleitorais.

O desembargador destacou que já estão garantidos recursos federais da ordem de R$ 10,2 milhões que serão, na sua totalidade, aplicados para este fim.

“Em alguns lugares temos muitas reclamações por falta de estrutura. Por conta disso, buscamos junto à bancada maranhense no Congresso Nacional emendas parlamentares para estruturar a Justiça Eleitoral no interior do estado. Conseguimos isso. O Congresso aprovou a liberação R$ 10,2 milhões que já foi encaminhado para a sanção da presidente Dilma. Essa verba é para construir fóruns eleitorais para colocar os juízes e servidores em locais de respeito com condições de desenvolver seus trabalhos”, explicou José Bernardo ao jornal de maior circulação do Maranhão.

A NECESSIDADE DE CODÓ

A previsão é de que  sejam construídos cerca de 17 fóruns.

“Serão cerca de 17 fóruns ao todo já que cada um custará em torno de R$ 600 mil segundo os projetos do TRE”, confirmou o presidente

O nome de Codó não foi citado na reportagem, mas todos os funcionários do nosso fórum improvisado (em ponto alugado há décadas na rua Cônego Mendonça, centro da cidade) e, principalmente, os quase 80 mil eleitores do sexto maior colégio eleitoral do Maranhão esperam, piamente, que o nosso município passe a figurar nesta lista de construção.

Como em tudo nesta vida, praticamente, não depende apenas de vontade da população, esperamos também a manifestação de nossos políticos a favor desta causa que também é, por demais, nobre.

Já que os codoenses não podem gozar da satisfação de ter ao seu alcance, na própria comarca, uma Justiça do Trabalho (depende de Caxias), uma Justiça Federal (depende de Caxias), nem mesmo juízes titulares nas suas 3 Varas (desde fevereiro a terceira – da Família –  está sem juiz titular) que lhes seja dado, ao menos, o direito de ter seu próprio fórum eleitoral.

Vamos aguardar.

 

Deixe uma resposta