Vereador Pastor Max pede mobilização de autoridades e sociedade em defesa das crianças de Codó

Em razão do significado do dia 4 de abril para a cidade de Codó, o vereador Pastor Max dedicou seu tempo de pronunciamento para alertar as autoridades e sociedade a se unirem em prol da defesa das crianças. O dia 4 de Abril marca no município a luta e o Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi instituída pela Lei n° 1.631, de 18 de abril de 2013, projeto de autoria do vereador, denominado de Márcia dos Santos, data que foi marcada pela triste história.

Jpeg

É um fato que até hoje entristece nossos corações. Desde então, essa data é lembrada e marcada com uma grande mobilização contra a impunidade e a violência Infanto-Juvenil, que infelizmente ainda são registradas no município de Codó. Por isso precisamos reafirmar e fortalecercada vez mais a participação de toda população nessa luta”, preconizou o edil.

Devido ao Conselho Tutelar do município de Codó registrar, só em 2018, inúmeras denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes, Max enfatizou que o fato exige da sociedade e autoridades uma grande preocupação e ações imediatas para proteger crianças e adolescentes. Ressaltando que o Conselho Tutelar, o CMDCA, o CREAS, a Secretaria de Desenvolvimento Social, têm lutado constantemente no combate a práticas contra crianças, o vereador declarou que ainda é necessária mais atenção para a triste realidade. “Nós que defendemos as crianças e os adolescentes, bem como seus direitos na construção de uma política pública eficaz, temos procurado dar ênfase a todas alternativas de combate as diversas formas de violência contra as crianças e adolescentes em nossa região. O que observamos com muita tristeza é que a exploração sexual e o abuso sexual infanto-juvenil atingem as camadas mais pobres e marginalizadas das nossas cidades, situações de vulnerabilidade social. Por isso a esperança hoje está em cada cidadão e cidadã

O parlamentar lembrou que a Constituição Federal do Brasil, em vigor desde 1988, dispõe em seu artigo 227 ser dever indeclinável da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito a saúde, à alimentação, educação, lazer, profissionalização, cultura, dignidade, respeito, liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-las a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. “Todos nós devemos nos mobilizar. Todos nós devemos ser o marco social desta luta. Portanto, quero ratificar o nosso registro e fazer um apelo, para que nos unamos em prol da erradicação desse mal e fortalecer cada vez mais essa data”.

O vereador encerrou sua participação pontuando eventos importantes promovidos pelo município, como a entrega de dos kits didáticos para alunos da Educação Infantil, alcançando vinte três unidades e beneficiando cerca de cinco mil crianças com os kits pedagógicos e o lançamento da 14ª edição da Copa União de Bairros, Conjuntos e Residências, evento esportivo que tem objetivo a integração das comunidades e a revelação de novos talentos.

Ascom

Deixe uma resposta