VÍDEO – Com gás a R$ 85 cresce o número de codoenses cozinhando com carvão

Em todas as revendedoras, o mesmo preço – R$ 80 para quem vai buscar o botijão de gás de cozinha e R$ 85 se o consumidor quiser recebe-lo em casa.

Numa cidade com mais de 25 mil moradores  vivendo em condições abaixo da linha de pobreza, conforme dados do IBGE,  o valor obriga à utilização cada vez maior do velho carvão que há pouco tempo nem estava presente nos fogareiros da casa de seu Abdoral Feitosa de Abreu, mas, aposentado que é,  não teve jeito.

 “é porque ninguém aguentou que o preço tá muito caro, foi subindo, subindo aí ficou, tá caro demais ninguém aguenta cozinhar só no gás…AÍ RESOLVEU FAZER OS FOGAREIROS? Os fogareiros pra ajudar (…)“Porque não dá, porque a pessoa precisa gastar no remédio, comer essas coisas, aí não dá não tem condições pra isso”  ”

Percorrendo o bairro Nova Jerusalém encontrei situações onde o fogão existe na cozinha mas ele está sem o botijão de gás  já há um bom tempo, em média 2 ou 3 meses. Enquanto isso, como a família se vira? Se vira, as vezes, com  três fogareiros que seguram a situação enquanto não se tem condições de comprar o botijão de gás de cozinha.

SÓ R$ 145 DO BOLSA  FAMÍLIA

Exemplo da  casa de Marinalva Conceição Guilhom, cuja renda fixa é de apenas R$ 145 por mês vindos do Bolsa Família. Nestas condições, ela diz que só consegue cozinhar os alimentos porque o pai dela traz este carvão da zona rural.

“Sem dinheiro não adianta, né, tem que ter o dinheiro pra comprar e pra comprar o gás também que não tem…ENTÃO SEU PAI AJUDA TRAZENDO O CARVÃO? É…E É BOM PRA VOCÊ? É…SE TIVESSE DINHEIRO SUFICIENTE, COMPRARIA GÁS DE COZINHA? Comprava”, respondeu

Quem anda se dando bem com isso são os vendedores de carvão. No ponto de venda próximo à escola adventista, até 40 latas ao preço de R$ 6 a unidade são vendidas por dia, mas também é fato que nem todo mundo pode comprar toda semana.

Na casa de dona Maria Francisca da Luz Pachêco é assim, ela nos mostra com o que cozinha chamando-o de farelo de  carvão doado por um vizinho.

 “Aí eu já cozinho almoço e a janta, aí a gente almoça já tira do janta, de tarde só pra esquentar pra economizar porque não tem como…SITUAÇÃO RUIM? Né boa não”

Toda a renda da casa é de apenas R$ 130 também vindos de Bolsa Família, pra comprar botijão de gás de cozinha a R$ 85 não dá.

 “É um absurdo isso aí, daqui uns dias R$ 100 não tem mais troco….SE A SENHORA PEGAR OS R$ 130 E DÁ R$ 85 NO BOTIJÃO, FICA SEM NADA? Sem nada, vou comprar o que de comida?”, respondeu dona Maria Francisca

5 comentários sobre “VÍDEO – Com gás a R$ 85 cresce o número de codoenses cozinhando com carvão”

  1. Só pra não esquecer:
    o PT — juntamente com o petismo — é um lixaço e desgraçado. Além de ser um partido Kitsch político. Barangão, obsoleto, parado no século XX, cafonérrimo, bregaço.

  2. Ué seu Paulo Trancoso, pelo que se sabe quem (des)governa atualmente o país é o PSL do Bozo. Kd o plano o dele para abaixar o preço do gás? Ou melhor, kd o plano de governo dele que até agora não apresentou para o povo brasileiro? Vcs votaram numa farsa violenta.

Deixe um comentário