A INCOMPETÊNCIA QUE MATA: Dois codoenses morreram por falta de UTI em Codó em menos de uma semana

No dia 2 de janeiro, quinta-feira, uma família pediu ao blogdoacelio que divulgássemos que um jovem de 18 anos de idade estava precisando de transferência do HGM, urgente. Ele havia sofrido acidente de trânsito que resultou em traumatismo craniano e um coágulo no cérebro, precisava de um leito de UTI.

Após a divulgação pelo menos 3 políticos (dois vereadores e um pré-candidato a prefeito) fizeram contato com o blog pra ter o telefone da família e ver como ajudar. Resultou que uma vaga foi conseguida na UTI de Bacabal (não foi revelado quem conseguiu, muito provavelmente a própria regulação do HGM), mas o jovem teve morte cerebral declarada, nem chegou a ser transferido, era tarde demais.

No dia 04 de janeiro outro pedido de divulgação chegou ao blogdoacelio. Era um vídeo com o filho da codoense Mariana Vicente de Paula. Conta ele na gravação que a mãe estava internada no HGM desde 1º de janeiro de 2019 e precisava ser transferida para uma UTI onde esperaria melhoras para encarar uma cirurgia.

“Olha gente aqui é minha mãe que tá internada no HGM de Codó, Desde quarta-feira que ela tá internada e eu não tenho condições de tirar ela daqui, então se puder divulgar pra ver se cai no grupo do prefeito aí pra ver se ele faz esse favor de nos ajudar porque eu to precisando muito de uma UTI pra poder fazer a cirurgia dela”, diz o jovem em desespero.

O vídeo foi divulgado no INSTAGRAM/TRINDADEACELIO, outra plataforma de rede social do blogdoacelio. Nele, após vários comentários, o prefeito Francisco Nagib se manifestou da seguinte maneira:

“JÁ ESTOU NO CARO, AGUARDANDO ME PASSAREM O PEDIDO DE REGULAÇÃO DO PACIENTE”.

Ela chegou a ser levada para  Bacabal,  mas na manhã de ontem, domingo, 5,  a notícia foi de que dona Mariana não suportou a espera e morreu.

Uma amiga da família, Daniele da ASPEDEC, nos deu o comunicado triste: “Bom dia, obrigada por divulgar o caso da dona Marina no seu Instagram, mas, infelizmente ela faleceu ontem (4/janeiro)

A codoense foi velada no domingo, 5, na rua Walter Zaidan, 570, e enterrada no cemitério Sabiazal à tarde.

A MORTE E A UTI DE CODÓ

Num intervalo de menos de uma semana duas vidas se foram a espera de transferência para leitos de UTI, justamente a Unidade de Terapia Intensiva de quem tanto se fala nas campanhas políticas, no pós-eleição e nos programas de rádio, TV, blogs, sites.

Quando questionados, os políticos se defendem atacando uns aos outros.

Neste meio há quem defenda com unhas e dentes que tenha deixado equipamentos comprados e sala preparada, que, depois disso, tudo tenha desaparecido. Existe também aqueles que dizem que nunca foi comprado nada, que o dinheiro público evaporou-se.

Mais recentemente entrou no circuito de desculpas esfarrapadas o fato de que Codó, por ausência de força política, nos idos tempos do secretário estadual de Saúde Murad,  tenha perdido hospital com poder de resolução de alta complexidade o que demandaria a existência de leitos de UTI para a cidade (como ocorreu nos nossos  vizinhos Coroatá, Caxias e Presidente Dutra).

Com ou sem as desculpas que ouvimos por aí, todos os nossos governantes e secretários acabam tendo um pezinho de culpa  dentro da morte e do caixão de cada codoense que se vai a espera de uma transferência, seja porque não fez o que deveria, porque se escondeu de suas responsabilidades, porque não tem ou não teve iniciativa de mudar esta realidade, seja porque é, simplesmente, malvado ou incompetente.

As duas mortes mais recentes são apenas um recorte da realidade que espera muitos de nós, mais uma vez,  durante o ano de 2020 que virá, pela natureza do período político, cheio de promessas de leitos de UTI e você,  que é ‘tapado’, acredite em mim, vai acreditar de novo.

Vai?

10 comentários sobre “A INCOMPETÊNCIA QUE MATA: Dois codoenses morreram por falta de UTI em Codó em menos de uma semana”

  1. Nossos pêsames as famílias ilutada, mas UTI, talvez possa ser resolvida com a nova politica do Bolsonora, Espero. Do contratario, ninguém faz, Infelizmente.

  2. Todos tem culpa, mas é claro que sobrecarrega o último que está no poder e com a responsabilidade de organizar a UTI, quantas vidas ainda serão ceifadas pela irresponsabilidade de nossos gestores? O atual está fechando a administração dele com chave de ouro, não fez nada e nem vai fazer mais, agora é mentir, enganar com desculpa esfarrapada para tentar eleger o sucessor dele QUE COM CERTEZA VAI SER MAIS UM A NÃO FAZER NADA, já passou por aqui e já mostrou quem é. Aí no final desse ano o povo prova a capacidade que tem de NÃO saber votar e elege ele de novo que vamos continuar tendo a m …de cidade, a m….de saúde, a m…..de educação e de mesmice.

    1. Mas não esqueçam que em NENHUMA cidade do Estado do Maranhão tem UTI bancada pelos municípios, pois nenhum tem condições para instalar e manter.,

      Na cidade que tem UTI todas são bancadas pelo ESTADO, igualmente ocorre em outros municípios do Nordeste.

      MAIS GRAVE é quando a falta de UTI é originária do desmonte GERAL que a Gestão Flávio DINO está implantando na “ saúde pública estadual.

      Nunca pensei em afirmar isso: Roseana Sarney deixou vários hospitais no interior do estado em funcionamento, com especialidades médicas, UTI, mas o DINO está destruindo com o desmonte da estrutura deixada em pleno funcionamento até 2014.

      Tudo e todas as Prefeituras, que precisam alocar um paciente em uma UTI, dependem de uma tal CENTRAL DE REGULAÇÃO ( é aonde se escolhe quem vai tentar sobreviver em uma UTI ou vai ficar à espera da sorte pela vida ou ter destino a morte por falta de leitos de UTI).

  3. Muito bom o texto, mas temos que não esquecer de quê, quem arrumou as.duas vagas foi o Dr. Braúna a própria família sabe disso. Não que ele pediu para eu falar aqui até mesmo porque trabalho na upa e ele nem vem mais aqui!!

    1. Que conversa é essa. Isso é para buscar voto na próxima eleição?

      Ele é integrante do partido COMUNISTA e ligado ao Pedro Belo e ao governador DINO.

      Porque não conseguiu a tempo de tentar salvar as vidas ? Ele é ligado ao PCdoB que é desgoverno gestão Flávio DINO.

      Na verdade não conseguiu porque sabe do DESMONTE da saúde estadual implantada pela política de desmonte da saúde pelo desgoverno da gestão DINO.

  4. No dia que entar um gestor que se importa com a cidade e um secretário de saúde que seja independente e goste de pessoas a saúde avança. É quero dizer ao nobre blogueiro que quem conseguiu os leitos não foi prefeito e nenhum político, foi apenas um homem que se importa com o povo Codoense, Braúna esse é o nome dele, é meu amigo, já nos ajudou com meu pai quando estava na direção da upa.

  5. Vejo que o nobre blogueiro, não viu as redes sociais nestes dois dias. Concordo com você quando diz que precisamos de leitos de UTI e um hospital do Estado em nossa cidade até mesmo para desafogar o velho e sucateado HGM. Agora quero dizer ao nobre amigo que quem lutou pelas vagas de UTI para os pacientes foi meu amigo Braúna que também já me ajudou com minha mãe quando estava na frente da upa. Quero aqui dizer ao codinome de Júnior que tem municípios que tem UTIs como Caxias, o hospital Municipal tem até UTI neonatal.

  6. Não entendo, uma cidade enorme como Codó não em Uti. Não sei de quem é a culpa, eu queria era saber se essa Uti ja está sendo providenciada. É ridículo morrer por falta de material.

Deixe uma resposta